terça-feira, abril 21, 2009

Fala Jesualdo ...

Jesualdo Ferreira fez hoje, como é habitual, a conferência de antevisão ao jogo de amanhã, frente ao Estrela da Amadora, naquele que será o jogo da segunda mão da meia final da Taça de Portugal e onde o FC Porto tem uma vantagem de 2 golos, conseguidos no Dragão.

O que não foi normal foram as questões que foram colocadas a Jesualdo já que as mesma fugiram um pouco do tema "equipa" para se consentrarem mais no tema "arbitragens". Falou-se também da situação do futebol e do período dificil que algumas equipas vão vivendo.

Sobre o futebol em Portugal
"Em Portugal, temos por norma não antecipar nada, apenas reagir, porque nunca pensámos no problema."
"O futebol português chegou a um momento em que as grandes decisões têm de ser tomadas. Se serão, não sei, porque não há trabalho para trás, ninguém antecipou nada e a estratégia é montar as coisas antes delas acontecerem."
"Não sei se há volta a dar à situação. Eu não vou dar, os responsáveis é que têm de fazer isso. Discutimos as coisas fúteis do jogo, o essencial não é discutido. É através da imprensa que nós recebemos informação, porque eu também não sei o que se passa nos gabinetes dos ministros, no de Obama, a não ser pelos jornais. E a imprensa tem vindo a dar-nos informações sobre os problemas do futebol português. Mas onde estão as soluções? Não há trabalho de casa, não há pensamento, não há estratégia futura."

Sobre as arbitragens
"Onde estão as soluções para a pouca assistência, a pouca qualidade de jogo, a seriedade com que as coisas são tratadas? Temos 15 horas semanais de programas na TV, além dos jornais, e garanto que 80 por cento das discussões são visões parciais sobre arbitragem. "Como vi, como não vi", é esta a discussão do futebol português. Façam-se as contas ao número de programas que existem, vejam a quantidade de pessoas que ouvem. A discussão não é sobre o essencial."
"Não vejo os programas todos porque não posso nem quero, mas essa é a discussão de anos e anos no futebol português. Agora, é o descalabro e a desbunda. O mais grave é que se fala destes temas com um à vontade e conhecimento de causa das situações que é inacreditável. E depois, com parcialidade."

Sobre o jogo
"É um jogo difícil para nós, temos vantagem, mas pretendemos ganhá-lo e garantir passagem à final. O E. Amadora sempre me mereceu respeito e ao F.C. Porto sempre foi difícil jogar na Amadora. Ganhámos lá com um resultado gordo no campeonato, mas sabemos das dificuldades que lá tivemos."
"Podem esperar um Porto que vai para ganhar a eliminatória, com jogadores que podem garantir maior rendimento e equilíbrio e tendo em conta o que está para trás e para a frente."
"As nossas escolhas são baseadas no rendimento, podem não ser com os mesmos de antes."

Jesualdo foi mais uma vez coerente no seu discurso, evitando cair no erro da auto-defesa. Esta é uma táctica usada por muitos treinadores e dirigentes e que não ajuda em nada ao futebol, antes pelo contrário. Também aqui se percebe que Jesualdo cresceu muito.

2 comentários:

David "Jericho" Pereira disse...

Boas, vim por este meio pedir-vos para que adicionassem o meu blog de futebol aos vossos links sff

http://portal-futebol.blogspot.com/

O nome do blog é Portal Futebol


Depois quando adicionarem comuniquem-no no nosso blog para que nós também vos adicionemos

Saudações!

dragao vila pouca disse...

Jesualdo é um Mestre, formado na melhor Universidade do Mundo: a Universidade azul e branca.

De facto, cresceu muito.

Um abraço