segunda-feira, novembro 29, 2010

Sportinguista durante hora e meia?

Os especialistas em arbitragem e cronistas falam em erro com influência no resultado, expulsão perdoada a Maniche e má análise no vermelho a Maicon. Foi isso, de facto, que a esmagadora maioria dos olhos presentes em Alvalade viu. Entre os «cegos», todavia, encontrava-se Fernando Guerra. A sua apreciação ao trabalho do árbitro é «brilhante». Pergunta o Labaredas: será que esta cabeça pensante de A Bola virou sportinguista durante hora e meia ou é mesmo ódio ao FC Porto?


Nota 6: «Trabalho complicado em cenário de muita turbulência. As maças, os comportamentos, as entradas, enfim, houve de tudo um pouco, até duas expulsões. Pode queixar-se o FC Porto da posição irregular de Valdés no golo, mas o lance é dos merecem condescendência, pelo menos…»

Para além da gralha, uma ideia ressalta desta observação «minuciosa»: será que Jorge Sousa deixou de ser persona non grata, caro Guerra?
(Labaredas in site FC Porto)

Nunca pensei

«O Barcelona goleou esta noite o Real Madrid e saltou para a primeira posição da liga espanhola. À 13.ª jornada da liga espanhola, o Real Madrid sofreu a primeira derrota.»
(in A Bola)

O Barcelona deu um banho bola ao Real Madrid. O Barcelona jogou como é seu hábito, o Real Madrid nem por isso.

Nunca pensei que isto fosse acontecer hoje.

Tiro mais uma vez o chapéu ao Mourinho que na conferência de imprensa admitiu a superioridade do adversário, deu-lhe o mérito da vitória, admitiu o desmérito da sua e seguiu em frente, ou pelo menos vai tentar. Sem subterfúgios. A verdade nua e pura.

No coments! ...

Estava há dias a falar com um amigo meu nova-iorquino que conhece bem Portugal.

Dizia-lhe eu à boa maneira do "coitadinho" português:
- Sabes, nós os portugueses somos pobres ...

Esta foi a sua resposta:

Como podes tu dizer que sois pobres, quando sois capazes de pagar por um litro de gasolina, mais do triplo do que pago eu?

Quando vos dais ao luxo de pagar tarifas de electricidade e de telemóvel 80 % mais caras do que nos custam a nós nos EUA?

Como podes tu dizer que sois pobres quando pagais comissões bancárias por serviços e cartas de crédito ao triplo que nós pagamos EUA?

Ou quando podem pagar por um carro que a mim me custa 12.000 US Dólares (8.320 EUROS) e vocês pagam mais de 20.000 EUROS, pelo mesmo carro? Podem dar mais de 11.640 EUROS de presente ao vosso governo do que nós ao nosso.

Nós é que somos pobres: por exemplo em New York o Governo Estatal, tendo em conta a precária situação financeira dos seus habitantes cobra somente 2 % de IVA, mais 4% que é o imposto Federal, isto é 6%, nada comparado com os 21% dos ricos que vivem em Portugal. E contentes
com estes 21%, pagais ainda impostos municipais.

Além disso, são vocês que têm " impostos de luxo" como são os impostos na gasolina e gás, álcool, cigarros, cerveja, vinhos etc, que faz com que esses produtos cheguem em certos casos até 300 % do valor original., e outros como imposto sobre a renda, impostos nos salários, impostos sobre automóveis novos, sobre bens pessoais, sobre bens das empresas, de circulação automóvel.

Um Banco privado vai à falência e vocês que não têm nada com isso pagam, outro, uma espécie de casino, o vosso Banco Privado quebra, e vocês protegem-no com o dinheiro que enviam para o Estado. E vocês
pagam ao vosso Governador do Banco de Portugal, um vencimento anual que é quase 3 vezes mais que o do Governador do Banco Federal dos EUA...

Um país que é capaz de cobrar o Imposto sobre Ganhos por adiantado e Bens pessoais mediante retenções, necessariamente tem de nadar na abundância, porque considera que os negócios da nação e de todos os seus habitantes sempre terão ganhos apesar dos assaltos, do saque fiscal, da corrupção dos seus governantes e autarcas. Um país capaz de pagar salários irreais aos seus funcionários de estado e da iniciativa privada.

Os pobres somos nós, os que vivemos nos USA e que não pagamos impostos sobre a renda se ganhamos menos de 3.000 dólares ao mês por pessoa, isto é mais ou menos os vossos 2.080 €uros. Vocês podem pagar impostos do lixo, sobre o consumo da água, do gás e electricidade. Aí pagam segurança privada nos Bancos, urbanizações, municipais, enquanto nós como somos pobres nos conformamos com a segurança pública.

Vocês enviam os filhos para colégios privados, enquanto nós aqui nos EUA as escolas públicas emprestam os livros aos nossos filhos prevendo que não os podemos comprar.

Vocês não são pobres, gastam é muito mal o vosso dinheiro.

Vocês, portugueses ou são uns estúpidos ou uns mansos.

(recebido via em-mail)

Haverá assim tanta razão  neste texto???

domingo, novembro 28, 2010

Sporting - FC Porto, 1-1

«Sporting e F.C. Porto empataram (1-1), num jogo que ficou inevitavelmente marcado pelo regresso de João Moutinho a Alvalade. Um resultado certamente mais difícil de digerir para Paulo Sérgio depois de uma primeira parte quase perfeita dos leões. O dragão acordou a tempo de evitar o prejuízo maior e segue sem derrotas sob o reinado de Villas Boas.»
(in MaisFutebol)

Uma primeira parte de baixo nível, uma segunda parte de nível, um golo em fora-de-jogo, uma expulsão fruto de uma infantilidade, uma expulsão por bocas, um regresso não desejado, um jogo empatado. Assim se resume o jogo de hoje entre o Sporting e o FC Porto.

A primeira parte foi de muito baixo nível. Não se percebia se o FC Porto estava apático pela táctica apresentada pelo Sporting ou se era mesmo por incapacidade. Os últimos jogos têm sido de quebra, normal numa equipa durante a época, mas num jogo como o de hoje não se pode ficar a ver jogar durante 45 minutos.

A segunda parte foi de nível. Nem foi de elevado nível, foi apenas de nível, o suficiente para empatar a partida e seria também suficiente para levar de vencida o Sporting. Não foi.

Infantilidades. O movimento de Maicon quando tem a bola e o subsequente movimento do Liedson a ganhar a falta. Um foi infantil o outro foi de experiência. Pedia-se que fosse ao contrário. Afinal sempre tenho razão. A defesa é o calcanhar de Aquiles desta equipa.

Fora-de-jogo. O golo do Sporting é precedido de um fora-de-jogo. Nada mais há a acrescentar.

Um regresso. Depois de o terem apelidado de "maça podre" seria expectável ver cair maças das bancadas. O ambiente foi hostil para João Moutinho, que mesmmo assim conseguiu fazer o seu jogo. Não jogou mais por falta de espaço. Se houve ou não "caça ao homem"? A entrada do Maniche é para cartão vermelho. Nada mais há a acrescentar.

Empate. Aceita-se porque ambas as equipas dividiram o protagonismo no encontro. Perdi eu que mesmo depois de ter dito que ia fazer uma aposta dupla (vitória + empate) confiei na vitória do FC Porto.

De positivo fica o facto de não se ter perdido e de por isso sermos ainda invictos. A distância para o Sporting está igual, vamos ver como fica a distância para as restantes equipas do campeonato.

sexta-feira, novembro 26, 2010

Objectivo

«Não basta dar os passos que nos devem levar um dia ao objectivo, cada passo deve ser ele próprio um objectivo em si mesmo, ao mesmo tempo que nos leva para diante.»

Johann Goethe

Mulheres num avião

Três mulheres entraram num avião:

A Beltrana, uma loiraçaaa...
A Sicrana, aquela morenaçaaa...
E a Fulana, que negraçaaa....

As 3 embarcaram na primeira classe do mesmo voo.
Lá pelas tantas, o comandante avisa que o avião tem problemas, e que vai ter que fazer uma aterragem forçada na floresta.

Imediatamente, Beltrana, a loira começa a retocar a maquilhagem.

- Para quê isso - perguntam as outras duas

- É que a equipa de resgate vai salvar a mais bonita primeiro - responde Beltrana.

Sicrana, a morenaça... arranca então a blusa.

- Enlouqueceste? - perguntam as outras

- Não! É que de certeza eles vão preferir salvar primeiro a mais boazona - respondeu a Sicrana.

A Fulana, a negra, levanta-se, tira a saia e as cuecas.

– Fulana! - gritam as duas - O que é isso?

E a Fulana responde:
- A primeira coisa que eles procuram é a caixa preta!

Fala AVB ...

Continuar a vencer

«O FC Porto está numa situação confortável, mas não podemos deixar de continuar a ganhar. Este jogo não decide nada, tal como o do Benfica não decidia. Apenas nos dá o conforto de uma distância que poderá continuar a ser de 10 pontos em relação a quem está no segundo lugar. O Varela integrou totalmente o treino, é opção. O Alvaro está a ser integrado lentamente, tem poucas hipóteses de recuperar. Quanto à lateral esquerda, fiquei satisfeito com a exibição do Rafa em Moreira de Cónegos. Depois tenho a polivalência do Fuclie, que, no próprio Mundial, jogou a lateral direito e esquerdo. Estou salvaguardado se não poder contar com o Álvaro, até porque também há a polivalência do Sereno.»

«Cabeça a prémio»
«O papel de favoritos não nos serve para nada. Só se for para nos iludirmos e sermos ultrapassados, ou para nos deixarmos adormecer perante um cenário de grande dificuldade. Relativamente a essas palavras, os jogadores foram alertados. O favorito é quem ganha no fim. Enquanto o FC Porto mantiver a invencibilidade, está sujeito a que os outros se transcendam e se motivem cada vez mais. A cabeça continuará a prémio, isso não acabou no jogo com o Moreirense, é essa a minha crença. Tornou-se um prémio extra ganhar-nos, ser o primeiro a consegui-lo. Haverá sempre esse estímulo extra até encontrarmos quem nos derrote. Até agora temos triunfado sempre e concedemos apenas dois empates. Queremos continuar a ganhar, este é um teste à nossa liderança e à nossa capacidade de triunfar no campo de um candidato ao título.»

Moutinho em Alvalade
«No futebol actual, a mudança de um jogador para um rival não é uma novidade. Conhecendo as qualidades do Moutinho como homem e jogador, posso dizer que ele não vai sentir nenhum factor inibidor. Sobre as palavras do presidente do Sporting, não sei se será uma mensagem de inibição de uma pessoa que antes o tinha criticado fortemente, com uma agressividade que vocês sabem, e que agora passa uma mensagem diferente. O FC Porto não dorme. O João vai manter-se num nível altíssimo, seja qual for a mensagem do adversário.»

Regularidade e irregularidade
«O Sporting tem demonstrado uma irregularidade acentuada, em termos de resultados, mas estas são sempre alturas ideais para um clube voltar a encontrar-se, marcar uma posição frente ao líder e deixar um sinal. Esta parece-me ser a leitura que vem do outro lado, de um grupo unido e forte, que quer dar um sinal de mudança, encontrar-se com os seus princípios e as vitórias. Tenho de acreditar nessa mensagem de revolta e manter os meus jogadores alertados. O FC Porto tem sido regular, não tem feito nada de transcendente – os outros é que não têm sido regulares. O nosso objectivo é manter a distancia em relação ao segundo lugar.»

(in site do FC Porto)

quinta-feira, novembro 25, 2010

Mãe é mãe ... Sogra é sogra

Duas distintas senhoras encontram-se após um bom tempo sem se verem.
Uma pergunta à outra:

- Como vão seus dois filhos... a Rosa e o Francisco?

- Ah! querida... a Rosa casou-se muito bem. Tem um marido maravilhoso. É ele que levanta de madrugada para trocar as fraldas do meu netinho, faz o café da manhã, arruma a casa, lava as louças, recolhe o lixo e ajuda na faxina.
Só depois é que sai para trabalhar, em silêncio, para não acordar a minha filha. Um amor de genro! Benza-o, ó Deus!

- Que bom, heim amiga! E o seu filho, o Francisco? Casou também?

- Casou sim, querida. Mas tadinho dele, deu azar demais. Casou-se muito mal...
Imagina que ele tem que levantar de madrugada para trocar as fraldas do meu netinho, fazer o café da manhã, arrumar a casa, lavar a louça, recolher o lixo e ainda tem que ajudar na faxina!
E depois de tudo isso ainda sai para trabalhar, em silêncio, para sustentar a preguiçosa, vagabunda, encostada da minha nora - aquela porca nojenta e mal agradecida!

quarta-feira, novembro 24, 2010

Promessa é promessa ...

«Na Liga dos Campeões vamos defrontar as melhores equipas do Mundo. Os desafios são mais equilibrados, mas, como consideramos que estamos ao nível dos melhores, queremos fazer história na edição deste ano»
(Jorge Jesus a 28/Set/2010)

«O Benfica foi derrotado por uma das equipas mais débeis que alguma vez teve o privilégio de participar na mais elitista competição europeia de clubes.»
(MaisFutebol a 24/Nov/2010)

De uma coisa não vão poder acusar o treinador do benfica. A de não cumprir as suas promessas. LOL

segunda-feira, novembro 22, 2010

Cuidado ... as paredes têm ouvidos

«O conseil de prud'hommes - jurisdição de primeira instância competente para julgar litígios de trabalho - de Boulogne-Billancourt, a oeste de Paris, considerou fundamentado o despedimento de dois funcionários acusados de terem manchado o nome da empresa através da rede social Facebook.

Em Dezembro de 2008, um funcionário da empresa de engenharia Alten escreveu, de forma irónica, no seu perfil do Facebook que fazia parte do «clube dos nefastos», ao que outros dois funcionários (co)responderam com um «bem vindo ao clube».
Durante o processo, os trabalhadores argumentaram que os comentários foram feitos em privado, mas o advogado da empresa fez valer a sua posição, que insistia que uma rede social não deve ser considerada um sítio privado mas antes uma plataforma aberta.»
(in Press Busc@)

Está aberto o precedente e agora temos todos de tomar muito cuidado com aquilo que dizemos no facebook.

Tantas vezes que "desabafamos", seja por questões profissionais ou pessoais no nosso perfil da rede social, e agora quem nos garante que o patrão, a mulher, o amigo ou a amante não vão aproveitar os nossos comentários contra nós.

É caso para dizer: vira-se o feitiço contra o feiticeiro LOL

Moreirense - FC Porto, 0-1

«Litros de suor depois, o F.C. Porto selou o apuramento para a próxima eliminatória da Taça de Portugal, com uma vitória muito difícil no terreno do Moreirense, por 0-1. Do traje de gala exibido na recepção ao campeão nacional, o líder do campeonato apenas manteve a cor. Tudo o resto foi alterado, com André Villas-Boas, que já tinha avisado para a dificuldade deste encontro, a obrigar a equipa a vestir o fato-macaco. De onze artistas, passou-se para onze operários. Só assim os dragões conseguiriam levar de vencida a aguerrida equipa de Moreira de Cónegos.»
(in MaisFutebol)

Pela segunda semana consecutiva tenho de dizer que o resultado foi melhor do que a exibição.

A equipa está a passar pela sua pior fase da época, coisa natural pois ninguém consegue sempre estar no topo da forma. Apesar das alterações a equipa devia ter praticado um futebol com mais fluidez, mas o excelente desempenho do Moreirense, aliado à incapacidade de alguns atletas, não o permitiu.

Fica a vitória e a passagem à próxima fase da taça de Portugal.

domingo, novembro 21, 2010

Fala AVB ...

Confira, adiante, as declarações do treinador dos Dragões na conferência de imprensa de antevisão do Moreirense-FC Porto, da quarta eliminatória da Taça, realizada ao princípio da tarde deste sábado, no Olival.


Alguns problemas
«O jogo com o Sporting é no sábado e o tempo que nos sobra é o ideal para o prepararmos e recuperamos. Esse jogo nada tem a ver com este, que surge em primeiro lugar nas nossas preocupações. É um jogo extremamente difícil para nós e, tratando-se de uma competição a eliminar, exige-nos a maior concentração, até porque o FC Porto tem um historial de jogos complicados em Moreira de Cónegos e creio que assim será. Não só pelas condicionantes impostas pelas condições climatéricas e pelas dimensões do relvado, mas também pela qualidade do Moreirense e pela experiência dos jogadores que tem, alguns deles sabedores do que é chegar longe na Taça de Portugal. Tudo somado, mais a empatia que existe entre eles e o líder, creio que nos podem causar alguns problemas.»

A oportunidade de Rafa
«A competitividade no plantel é óptima. Perde-se um jogador importante [Alvaro], mas temos o Rafa a um nível superior, como puderam constatar, não só no jogo com o Limianos, mas também na pré-época. Chegou a oportunidade do Rafa, mas também estou convencido de que ele estará à altura de dar continuidade à qualidade exibicional que o Alvaro tem demonstrado, embora a polivalência do Fucile acrescente outra solução.»

Alvaro em 2010
«O prazo e a antevisão que vocês fazem da recuperação do Alvaro podem não corresponder à realidade. Creio que não é esse o caso e há fortes possibilidades de que possa jogar ainda em 2010. É nisso que queremos acreditar.»

Cinco para a posição 11
«Perante o que temos feito em termos de gestão do plantel, têm reparado que temos recorrido a vários jogadores para a posição 11, que tem sido ocupada pelo Varela e para a qual há várias soluções, inclusive de jogadores que estão a um óptimo nível. Tal como para a posição de lateral-esquerdo, acho que temos opções que são viáveis, que nos dão máximas garantias e que nos permitirão manter dentro da dinâmica colectiva. Porque o Mariano, devido a uma lesão prolongada, não está inscrito, temos cinco alas disponíveis, todos eles capazes de potenciar o colectivo.»

Especulação
«As notícias sobre o interesse do Inter são um disparate absoluto, completamente fora de tempo e fora de sentido. Felizmente, estive naquele clube, que é pentacampeão italiano e campeão europeu, conheço perfeitamente as pessoas que o lideram e sei o que é uma notícia especulativa. Essa é, sem dúvida, uma delas. Não há discussão possível e, mesmo que houvesse algum fundamento, que se verificasse tal exagero de despedir um treinador como o Rafa Benítez perante um trabalho que ainda me parece satisfatório, eu farto-me de vos dizer que ambicionei esta cadeira por muito tempo e não vou abdicar dela por qualquer coisa.»

Grandes objectivos
«A eventual perda de jogadores insere-se também nesse registo de especulação. Nesta fase, há três clubes na Europa que continuam sem perder, que são o Manchester United, o FC Porto e o Real Madrid, o que gera o interesse dos média, o que nós agradecemos. Mas ainda falta muito tempo para a reabertura do mercado em Janeiro e tudo isto parece-me especulativo. O FC Porto é um clube que está alerta em termos de cláusulas de rescisão dos seus jogadores, é conhecedor do mercado e tem, sobretudo, objectivos muito grandes a atingir esta época. Portanto, não me parece que essas notícias sejam verdadeiras. Servem os interesses da comunicação social, porque são impactantes e vendem.»

FC Porto quer UEFA Europa League
«A UEFA Europa League é a coitadinha das competições europeias. Os coitadinhos da UEFA Champions League, que terminem a fase de grupos em terceiro lugar, ainda vêm para a competição dos coitadinhos, mas o FC Porto quer vencê-la.»

Motivar e potenciar
«O meu trabalho é, fundamentalmente, motivar os jogadores, potenciar as suas capacidades e inter-relacioná-los, fazendo-os funcionar como um todo. A preponderância do João Moutinho no FC Porto tem a ver com a potenciação do todo e de cada um deles. Fico frustrado se não for capaz de o fazer.»

Potencial de risco
«O objectivo não é utilizar o jogo com o Moreirense como rampa de lançamento para Alvalade. Este jogo tem o potencial de derrubar a moral do FC Porto, encerra um potencial de risco tremendo. É uma competição a eliminar e o peso da eliminação é algo que perdura. O FC Porto quer continuar em todas as competições e ambiciona conquistá-las. Como o Casquilha disse na antevisão deste jogo, trata-se de uma oportunidade única para o Moreirense ganhar a este FC Porto, que tem a cabeça a prémio jornada após jornada. O prémio é a invencibilidade desta equipa, ou seja, é um prémio alto, que motiva e transcende, e eu alertei os meus jogadores para esse facto.»

(in site FC Porto)

quarta-feira, novembro 17, 2010

Portugal - Espanha, 4-0

«Nos limites do irreal! Ao golear o campeão do Mundo em título, e assinar a exibição mais festiva desde há longos anos, a selecção portuguesa deu um passo determinante para sair do abismo de insegurança em que andava mergulhado. Os 4-0 à Espanha estragam a cumplicidade ibérica, propagandeada antes do jogo a pretexto do Mundial-2018, mas são muito mais do que isso.»

(in MaisFutebol)

Tenho de tirar o chapéu ao Paulo Bento. A sua entrada na selecção foi a causa desta melhoria de nível e qualidade que agora a equipa espalha em campo.

Não é só esta vitória frente à Espanha, é tudo aquilo que se vem vindo a fazer.

A selecção respira alegria e isso reflecte-se no jogo.

segunda-feira, novembro 15, 2010

Eat Pray Love



Um excelente filme sobre lições de vida.

Provavelmente este não seria o melhor dos filmes para ver nesta altura, mas ainda bem que o fiz. Fiquei maravilhado com o mesmo.

FC Porto - Portimonense, 2-0

«O resultado não engana, a vitória do Porto sobre o Portimonense foi pobrezinha. Mas tem uma atenuante. Uma grande atenuante, aliás: era impossível esperar muito mais na ressaca da goleada sobre o rival Benfica. Sim, que o resultado mais desnivelado da Liga continua a ser entre o primeiro e o segundo classificado.»
(in MaisFutebol)

O resultado entre o FC Porto e o Portimonense não foi "pobrezinho". Foi o resultado possível num jogo em que o Portimonense colocou na maior parte do tempo 11 jogadores atrás da linha da bola.

Aquilo que muitas pessoas esperavam, e as conversas que fui mantendo durante o dia de ontem espelhavam isso mesmo, era que o FC Porto vence-se de goleada o Portimonense, tal como tinha feito frente ao Benfica. Aliás, era aquilo que todos esperavam, apenas para que o resultado frente ao Benfica não continua-se a ser uma humilhação, como a maior goleada registada até ao momento na Liga Zon Sagres.

Todos sabemos que é frente a estes equipas "mais pequenas" que se vencem os campeonatos, porque são estas equipas que, não tendo nada a perder, defendem, defendem, e continuam a defender, para depois, numa jogada, tentar marcar o golo e continuar a defender.

Sim, alguns jogadores não tiveram o fulgor de outros jogos, mas o que conta é a vitória e mais três pontos amealhados.

Não é preciso vencer sempre por goleada, é preciso vencer sempre (ponto final). Gostava de ver o FC Porto ser sempre uma equipa sufocante, mas sei que isso não é sempre possível. Fico satisfeito de ver o FC Porto ganhar, mesmo que isso não represente um excelente jogo. É nestas alturas que se definem os campeões. Naqueles jogos que a jogar menos bem se consegue ganhar os três pontos em disputa.

Se no jogo frente ao Benfica quiseram tirar algum mérito ao feito do FC Porto referindo o jogo como demérito do Benfica, ontem quiseram tirar mérito ao Portimonense referindo demérito do FC Porto. O futebol não é jogado apenas por uma equipa, são necessárias duas.
«Há sempre dificuldades que surgem, o Portimonense fez um excelente jogo e dificultou-nos a vida. Tivemos sempre oportunidades para viver o 2-0, mas estivemos sempre no limite de alguma transição rápida e do empate. A organização estava sorte mas faltava esse 2-0 para dar outra tranquilidade. As dificuldades são sempre acrescidas, hoje constataram as dificuldades que sentiram. A organização do Portimonense surpreendeu-nos a todos os níveis. A próxima deslocação é muito importante, podemos dar um sinal forte no terreno de um adversário directo. Assédio? É completamente fora de tempo, o mercado de Inverno dá manchete e aceleram-se esses supostos interesses.»

(André Villas Boas in MaisFutebol)

domingo, novembro 14, 2010

The Sorcerer's Apprentice



O filme está excelente. Com a qualidade da Disney e produzido pelo Jerry Bruckheimer nem se podia esperar outra coisa.

Mas aquilo por quem me apaixonei neste filme foi pela banda sonora. Já tinha ouvido umas músicas dos One Republic, mas a música "Secrets" deitou-me completamente abaixo. Está suberba. Foi a cereja no topo do bolo.

Residente Evil - Afterlife



Com a qualidade e acção que a saga já nos habituou, este novo filme deve ser excelente numa sala em 3D.

Como não foi assim que o vi apenas posso dizer que está muito bom.

Para quem viu os outros este não se pode perder. Quem ainda não viu ... está à espera de quê?

Knight and Day



Um bom filme de acção.

Tenho apenas de fazer uma correcção. Mas quem é que faz estas traduções aos titulos para português. "Knight" nunca será "noite".

De qualquer maneira um filme que vale a pena ver.

sexta-feira, novembro 12, 2010

Fala AVB ...

Respeito pelo adversário
«Depois do clássico, é importante continuar a ganhar. Acho que houve um ligeiro balão de confiança no Portimonense, pelo modo como conseguiram o empate frente à Académica, de forma completamente meritória. Posteriormente, a eliminação da Taça da Liga foi penalizadora para os jogadores e o ambiente que se vivia. O palco do Dragão é uma oportunidade para qualquer equipa, face a um FC Porto que quer continuar a ganhar e a demonstrar o seu valor. É normal que o líder do Portimonense faça transcender os seus jogadores dessa forma: ‘por que não pontuar ou ganhar aqui, onde poucos o fazem?’. Não podemos menosprezar o Portimonense.»

Transcendência e superação
«Não há campeões à 10.ª jornada. Esta vantagem é completamente anormal e é importante mantermo-nos alerta, porque o nosso objectivo final está por atingir. E para isso temos de continuar na senda das vitórias contra o Portimonense. Temos quatro jogos de Liga até final do ano e gostava de conseguir manter esta distância até lá. Continuar a vencer é o único lançamento que posso fazer para domingo. Principalmente num jogo a seguir ao clássico não podemos deixar fugir a oportunidade de somar mais três pontos. A transcendência e a superação têm de estar presentes em qualquer jogo.»

Continuar a ganhar
«A vantagem é obviamente confortável. Mas este cenário nunca foi posto na primeira vez em que nos sentamos aqui, para fazer uma antevisão do campeonato. Quem diria que o campeão estaria a 10 pontos e o Sporting a 13? Esta situação anormal acontece porque os outros têm falhado de forma recorrente. Nós temos cumprido. Isso dá uma distância pontual à 10ª jornada que é fora do normal, mas não há campeões nesta jornada. Espero que o nosso lado negro não aconteça, mas pode acontecer. Um eventual encurtamento alimentaria uma nova esperança nos outros. É uma situação confortável, mas não é de gestão, porque temos de continuar a ganhar. Não há qualquer tipo de euforia, euforia só haverá no fim desta época. Quando formos matematicamente campeões celebraremos.»

Onda ilusória
«A onda de entusiasmo não chega a ser criada, e ainda bem para nós, pelo simples facto de que o FC Porto apenas ganhou por grande demérito do adversário. Era um Benfica diferente, não foi uma vitória sobre o Benfica de sempre, o campeão nacional. Houve uma completa tentativa de pôr demérito no que o FC Porto fez. Ganhar 5-0 a um campeão em título não é um resultado normal. Acho que este resultado devia ter tido o mesmo tipo de preponderância e destaque que o 6-2 do Barcelona em Madrid, por exemplo. Disse-se uma insanidade de disparates que não fazem sentido nenhum. Recordo que ganhámos ao super-Benfica da pré-temporada e também da Supertaça, uma equipa forte, que na semana passada tinha estado a ganhar 4-0 ao Lyon.»

(in site FC Porto)

terça-feira, novembro 09, 2010

Iniciativas

«O F.C. Porto quer aproveitar o excelente momento de forma para encher o Estádio do Dragão. O clássico cativou os adeptos, que ocuparam todos os lugares disponíveis no recinto azul e branco. Segue-se a recepção ao Portimonense, no domingo (20h15).
A direcção portista pretende capitalizar esse entusiasmo e fará uma promoção para o embate com o Portimonense, disponibilizando bilhetes a 1 euro.»
(in MaisFutebol)

Ora aqui está uma excelente iniciativa que o FC Porto está a fazer para os seus associados.

São iniciativas destas que fazem falta no nosso futebol. Dou o exemplo do futebol inglês onde estas coisas, não necessáriamente iguais, mas semelhantes, já acontecem à muito tempo, assegurando os espectadores naqueles jogos que, teoricamente, têm adversários mais fracos e por isso sujeitos a uma menos afluência do público.

Uma iniciativa de louvar e de esperar que não seja a única.

Os resultados ...

«O F.C. Porto é o clube da Liga que inverteu de forma mais acentuada a tendência de quebra de espectadores. À 10ª jornada, os dragões somam mais 19220 entradas no Dragão do que na época passada, embora esse dado tenha também a ver com o clássico do último domingo: em 2009/10, a visita do Benfica, que foi o jogo com mais espectadores no Dragão, aconteceu apenas no final da prova.»

(in MaisFutebol)

... reflectem-se nas assistências. E quando aos bons resultados se associam excelentes prestações desportivas ainda melhor.

Estas contas têm sempre de ter em atenção a actual situação económica que vive o país. Por muita vontade que se tenha de ir ao estádio, nem sempre isso é possível. Por vezes as pessoas têm de fazer escolhas e uma ida ao futebol é, em algumas vezes, aquilo que se deixa para trás, por muito amor que se tenha ao clube.

Eu falo apenas por mim. O ano passado, para ir com a familia ver o Olhanense-FC Porto gastei aproximadamente 100€. Sim foi uma vez, mas se fossem muitas tenho a certeza que não dava.

segunda-feira, novembro 08, 2010

domingo, novembro 07, 2010

FC Porto - Benfica, 5-0

«Este domingo o F.C. Porto conseguiu um feito inédito. Os portistas garantiram a maior vitória de sempre sobre o Benfica para a Liga ao golear por 5-0. O anfitrião do clássico nunca tinha derrotado os encarnados por cinco golos de diferença no campeonato nacional.»
(in MaisFutebol)

Uma vitória sem margem para dúvidas.

O FC Porto reduziu o benfica a uma simples equipa. Não existem quaisquer dúvidas de que a vitória é inteiramente justa e que não merece qualquer contestação.

André Villas Boas ganha o clássico a Jorge Jesus porque preparou melhor a equipa e não o fez a pensar nas individualidades do adversário.

O FC Porto foi sempre a equipa mais perigosa, aquela que mais tentou ganhar. As suas linhas estiveram sempre juntas, com procura constante pela posse de bola e nunca deixando o adversário respirar. Notava-se que a bola queimava nos pés dos jogadores do benfica, e isso é tudo mérito dos jogadores portistas.

Não se pode hoje dizer que o jogador A ou B foi melhor, pode-se apenas dizer que todos estiveram iguais a si próprios e que foram excelentes.

Ainda é muito cedo para dizer que se podem encomendar as faixas de campeão, mas pode-se dizer que ganhar a este FC Porto não é fácil e os números falam por si. A equipa ainda não perdeu e a manchar a brilhante época conta apenas com dois empates, um para a Liga Zon Sagres e outro para a Liga Europa.

«A vitória sobre o Benfica é um sentimento especial e por 5-0 não acontece todos os dias, é muito saboroso. Num jogo destes, acabou por ser o talento do jogadores a resolver as situações. O momento definidor para mim foi a organização defensiva que bloqueou o Benfica.»
(André Villas Boas in MaisFutebol)

A capa do dia


Muito bem conseguida esta capa do jornal "A Bola".

Benfica - FC Porto, 5-7



Notem a desilusão na voz dos comentadores cada vez que o FC Porto marca um golo. :)

sábado, novembro 06, 2010

Benfica - FC Porto, 5-7

«O FC Porto venceu este sábado o Benfica por 7-5, em Lisboa, em jogo da 6.ª jornada do Campeonato Nacional. O homem do jogo acabou por ser o portista Reinaldo Ventura, com 4 golos. Com esta vitória os dragões assumem a liderança da prova a par da Oliveirense.
O Benfica pode-se queixar de si próprio pois falhou 1 penálti e 5 livres diretos, ao contrário do FC Porto que concretizou 4 livres diretos.»
(in Record)

Não vi e por isso não comento. Tenho muita pena de não ter visto o que, segundo me contam, um jogo "de nervos".

Amanhã o FC Porto e o benfica voltam a encontrar-se, desta vez em andebol e em futebol. Será que o desfecho será o mesmo? Esperemos que sim.

Quantos assaltos??...

«A comitiva do Benfica já chegou à cidade do Porto, onde irá pernoitar antes do clássico deste domingo, que se irá realizar no Estádio do Dragão. O autocarro encarnado fez a viagem sem registo de incidentes de monta, notando-se um forte aparato policial.»
(in MaisFutebol)

Pelas imagens que vi nas noticias, o autocarro do benfica teve mais escolta que o presidente da república em viagem oficial. Tenho noção que o jogo de amanhã tem mais espectadores (estádio e televisão) do que um comunicado oficial do, já referido, presidente, mas de certeza que não havia necessidade de tanto aparato.

De certeza que a comitiva benfiquista e a sua escolta, paga por todos nós, não esperava um atentado à bomba, e por isso não vejo o que um simples jogo de futebol possa ter para exigir tanta policia.

Duas perguntas ficam no ar.

A primeira é: será que quando a comitiva portista se deslocar a Lisboa também terá esta escolta?

A segunda: quantos assaltos terão ocorrido quando todos aqueles policias escoltavam um autocarro cheio de jogadores?

Sem ser em jeito de pergunta questiono-me quanto me terá custado esta escolta policial e, para terminar, em altura de crise nacional, terá valido a pena gastar todos estes milhares de euros numa escolta.

«(...) em comparação com o ano passado, é evidente o reforço do dispositivo policial, composto por cerca de 30 viaturas identificadas e vários agentes (...) os polícias que acompanhavam o autocarro dispararam tiros para o ar, para dispensar um grupo concentrado em cima de um viaduto. Contudo, pelo que foi possível perceber, até seriam adeptos do Benfica.»

Fala AVB ...

Sabor especial

«A aposta cega é na vitória. Na leitura do que se pode passar, do que o jogo pode trazer, temos esse compromisso com a vitória. Ganhar ao Benfica em casa tem um sabor único e especial. O Benfica demonstrou a qualidade do seu futebol não só em Portugal como na Europa. Perdeu duas pedras importantes, como nós, não se conseguiu organizar da forma desejada e é por isso que chega a este clássico com esta diferença pontual. Em relação à arbitragem, desejo que seja tão boa como no FC Porto-Braga.»

Oportunidade única
«Temos de ter em conta que eles são campeões, o que fizeram esta semana com o Lyon e o menor tempo de recuperação do FC Porto. Tudo isto é uma possibilidade de ameaça para o FC Porto. São duas grandes organizações que se encontram, mas estamos extremamente confiantes e temos uma oportunidade única, muito rara à 10.ª jornada, para nos distanciarmos 10 pontos. Queremos aproveitar esta oportunidade.»

Equipa no topo
«Espero um Benfica a querer dar um grito de revolta em relação à Supertaça. Na altura, perspectivava-se na máxima força, estava a ser super elogiado, tinha um super ataque, era um Benfica que dificilmente alguém pararia, mas chocou contra um grande adversário, que acabou por triunfar. O FC Porto quer continuar a dar um grito de revolta em relação ao que se passou ao ano passado: perdeu o campeonato, a Liga dos Campeões e a Taça da Liga e foi castigado de forma injusta com o afastamento de dois jogadores. No aspecto emocional, de carácter e sentimento, de preparação para o esforço, os nossos jogadores vão estar no topo.»

Qualidades humanas
«Acredito na importância de uma palestra, por muito que o futebol actual se divirta com o táctico, que se faça a exacerbação do táctico. Convém a muita gente destacar esse aspecto, para esconder as fraquezas. Ter qualidades humanas também é muito importante. Acredito nos valores da transcendência, da força do balneário. Houve um grito de revolta nesse jogo na Supertaça, e esse grito continua, pelo que aconteceu na época passada.»

Mensagem enganosa
«Desconfio que se esteja a passar uma mensagem enganosa. Parece-me que temos um FC Porto ultra-elogiado, até ao jogo com o Leiria. Depois, houve condicionantes no jogo com a Académica, onde até se falou de jogo sofrido, apesar de eles apenas terem feito um remate na segunda parte. No jogo com o Besiktas, também tivemos condicionantes difíceis. Em dois jogos, começa-se a perspectivar um FC Porto em pseudo-queda, o que choca com a argumentação das 15 vitórias. Em dois jogos, mete-se em causa tudo o que foi feito para trás. Obviamente que vou alertando os meus jogadores para tudo isto.»

Lesão de Fernando
«O Fernando fica fora do ‘clássico’ e, possivelmente, do jogo com o Portimonense. Foi uma lesão num jogo que não se devia ter realizado. Não sei se foi por isso que se lesionou, mas senti um jogador tenso, com medo de se lesionar. Quando mais medo se tem, mais probabilidade há de isso acontecer. Houve sempre alguma expectativa em relação ao Fernando, mas o plantel tem soluções que estão potenciadas, estamos salvaguardados nesse aspecto. Não quero partilhar quem vai jogar, porque tem influência directa na nossa estratégia.»

(in site FC Porto)

sexta-feira, novembro 05, 2010

Necessidade ...

«Há uma espécie de reciprocidade entre a necessidade e o objecto que a satisfará. Não penso em beber; mas este copo ao meu alcance dá-me sede. Tenho sede e imagino o copo de água delicioso.»

A recepção ao benfica

«O site de informação desportiva "Bestoffutebol.com", juntamente com um grupo adeptos do FC Porto, vai pôr em prática uma iniciativa chamada “Movimento dos cravos”, que tem como objetivo receber a equipa do Benfica com cravos, no próximo domingo, dia em que os encarnados se deslocam ao Estádio do Dragão para enfrentar o FC Porto em jogo da 10.ª jornada da Liga ZON Sagres.

A ação irá decorrer à chegada da equipa do Benfica ao Estádio do Dragão, segundo confirmou Ricardo Amorim, organizador da iniciativa.
Este movimento conta já com um grupo na rede social Facebook chamado “receber o Benfica com flores”, que tem cerca de 1.500 seguidores.»
(in Record)

Aqui está uma bela iniciativa. Apesar de não marcar presença no Dragão para ver o jogo vou também associar-me a esta iniciativa.

quinta-feira, novembro 04, 2010

FC Porto - Besiktas, 1-1

O apuramento está conseguido, o primeiro lugar ainda não. É nesta situação que o FC Porto fica após o empate desta noite. Tudo o resto, nomeadamente o jogo frente ao Benfica no domingo, são apenas páginas em branco.

O FC Porto jogou o suficiente para ter levado de vantagem o Besiktas. A verdade é que a expulsão do Rodriguez, diga-se que muito infantil, enervou o FC Porto e teve o dom de fazer crescer o Besiktas. Aliás o golo dos turcos foi o expoente dessa subida de rendimento.

Depois, com o retorno à igualdade numérica, as duas equipas aguardavam pelo erro e ambas podiam ter chegado à vantagem, não se sabendo se o FC Porto não devia mesmo ter conseguido essa vantagem com o "golo" do Ruben Micael. Aceita-se a decisão do árbitro, assim como se aceita a devisão no lance da grande penalidade.

Tal como disse, o apuramento está conseguido. Esse era o principal objectivo desta noite. O ficar em primeiro lugar do grupo ainda pode ser conseguido, não impedido nada durante estes próximos jogos da Liga Europa que a gestão não posso ser feita, virando as baterias um pouco para a competição interna.

Não tenham ilusões. Não ganhar hoje não tira motivação ao FC Porto para o jogo de domingo. Parece-me que mais desiludidos terão ficado os benfiquistas com aquela vitória magra de terça-feira. A estatistica da época ainda continua a indicar um FC Porto sem derrotas ao fim de 17 jogos.

«Quando houve igualdade numérica tivemos sempre o controlo do jogo. O Besiktas ameaçava de longa distancia e de bola parada. Acabamos por não conseguir chegar à vitoria, apesar de termos tido grandes, grandes ocasiões para marcar. Não vencemos por capricho e por decisão do árbitro.»
(André Villas Boas in MaisFutebol)

segunda-feira, novembro 01, 2010

Sininho salva as fadas



Eu e a minha princesa ... um filme bem ao seu gosto ... um sofá e uma manta. A combinação perfeita para uma manhã perfeita.