segunda-feira, novembro 15, 2010

FC Porto - Portimonense, 2-0

«O resultado não engana, a vitória do Porto sobre o Portimonense foi pobrezinha. Mas tem uma atenuante. Uma grande atenuante, aliás: era impossível esperar muito mais na ressaca da goleada sobre o rival Benfica. Sim, que o resultado mais desnivelado da Liga continua a ser entre o primeiro e o segundo classificado.»
(in MaisFutebol)

O resultado entre o FC Porto e o Portimonense não foi "pobrezinho". Foi o resultado possível num jogo em que o Portimonense colocou na maior parte do tempo 11 jogadores atrás da linha da bola.

Aquilo que muitas pessoas esperavam, e as conversas que fui mantendo durante o dia de ontem espelhavam isso mesmo, era que o FC Porto vence-se de goleada o Portimonense, tal como tinha feito frente ao Benfica. Aliás, era aquilo que todos esperavam, apenas para que o resultado frente ao Benfica não continua-se a ser uma humilhação, como a maior goleada registada até ao momento na Liga Zon Sagres.

Todos sabemos que é frente a estes equipas "mais pequenas" que se vencem os campeonatos, porque são estas equipas que, não tendo nada a perder, defendem, defendem, e continuam a defender, para depois, numa jogada, tentar marcar o golo e continuar a defender.

Sim, alguns jogadores não tiveram o fulgor de outros jogos, mas o que conta é a vitória e mais três pontos amealhados.

Não é preciso vencer sempre por goleada, é preciso vencer sempre (ponto final). Gostava de ver o FC Porto ser sempre uma equipa sufocante, mas sei que isso não é sempre possível. Fico satisfeito de ver o FC Porto ganhar, mesmo que isso não represente um excelente jogo. É nestas alturas que se definem os campeões. Naqueles jogos que a jogar menos bem se consegue ganhar os três pontos em disputa.

Se no jogo frente ao Benfica quiseram tirar algum mérito ao feito do FC Porto referindo o jogo como demérito do Benfica, ontem quiseram tirar mérito ao Portimonense referindo demérito do FC Porto. O futebol não é jogado apenas por uma equipa, são necessárias duas.
«Há sempre dificuldades que surgem, o Portimonense fez um excelente jogo e dificultou-nos a vida. Tivemos sempre oportunidades para viver o 2-0, mas estivemos sempre no limite de alguma transição rápida e do empate. A organização estava sorte mas faltava esse 2-0 para dar outra tranquilidade. As dificuldades são sempre acrescidas, hoje constataram as dificuldades que sentiram. A organização do Portimonense surpreendeu-nos a todos os níveis. A próxima deslocação é muito importante, podemos dar um sinal forte no terreno de um adversário directo. Assédio? É completamente fora de tempo, o mercado de Inverno dá manchete e aceleram-se esses supostos interesses.»

(André Villas Boas in MaisFutebol)

1 comentário:

low desert puke disse...

"Fico satisfeito de ver o FC Porto ganhar, mesmo que isso não represente um excelente jogo. É nestas alturas que se definem os campeões."

Eu diria mais, pois é em alturas como foram os dois primeiros meses de campeonato com as suas "pobrezinhas" arbitragens que se definem vantagens pontuais que por sua vez definem campeoes.