quarta-feira, março 31, 2010

A reter ...

Da entrevista que o presidente do FC Porto deu ontem na RTP1, e que foi o terceiro programa mais visto do dia, ficando mesmo acima da entrevista que o presidente do clube do regime dava à mesma hora na SIC, existem três coisas que vale a pena reter.

1- «Vou recandidatar-me (...) Quero mostrar que vou voltar a ganhar cá e lá fora (...) Também tenho o sonho de criar o museu do F.C. Porto e torná-lo o museu mais visitado do F.C. Porto.»
Acabou o tabu acerca deste assunto. O presidente portista mostra que ainda não está acabado para o clube e que ainda quer mais titulos.

2- «Será uma indemnização de várias dezenas de milhões de euros (...) Temos esse direito. Podemos não ir à Liga dos Campeões, e não tenho dúvidas que a diferença de cinco pontos para o segundo lugar não é alheia à ausência do Hulk. Só este ano recebemos 17,5 milhões. Por isso a indemnização será superior.»
A indemnização que o FC Porto vai pedir vai ser dura para a Liga de Clubes.

3- «Duas altas figuras da Liga comunicaram-me que Hermínio Loureiro esteve quatro horas a tentar ligar para o presidente da Comissão Disciplinar, que quando conseguiu falar com ele lhe disse que se devia demitir, e que Ricardo Costa não se demitiu.»
Já tinha ouvido esta dita por outra pessoa, mas como era um dos candidatos à presidência da Liga não se deu muita importância. O que é certo é que por norma os responsáveis pelos departamentos é que se demitem e nunca os responsáveis máximos pelos organismos.

Em relação ao treinador do ainda campeão nacional Pinto da Costa foi, como hábito, vago. Já no passado o tabu em relação a Jesualdo durou até ao final da época, este ano não será novidade. Uma diferença. O ano passado o treinador ia ser campeão, este ano não.

«O Jesualdo Ferreira desde que chegou ao F.C. Porto foi sempre contestado. Mais vale cair em graça do que ser engraçado. Mas não estou a dizer que vai cumprir contrato até 2011, não queira colocar palavras na minha boca. O Mourinho tinha contrato e foi embora. No fim do ano vamos ver»

terça-feira, março 30, 2010

Terapia para Casais



Sinopse:
Quatro casais embarcam numa viagem para um resort numa ilha tropical. Enquanto um dos casais está lá para resolver o seu casamento, os outros três casais vão para se divertir e apanhar sol, mas rapidamente descobrem que também têm problemas nas suas relações e vêm-se forçados a participar na terapia de casais que o resort dispõe. De repente, o grupo descobre que a sua viagem tem um preço, e têm que enfrentar os problemas que todos os casais enfrentam no dia-a-dia… mas de uma forma hilariante.

Classificado como comédia romântica este "Terapia para Casais" é mais romântico do que cómico. A história é previsível o que não ajuda nada ao argumento.
Filme para ver apenas para ter opinião.

Parabéns


Parabéns princesa pelos teus cinco aninhos.

segunda-feira, março 29, 2010

Rewrite the Rules of Speed



Novo anúncio da Nike. Como de costume está sensacional.

Belenenses - FC Porto, 0-3

Mais uma vez a equipa não esteve brilhante mas conseguiu atingir o objectivo, e nesta altura isso é o mais importante.

Era dificil fazer um jogo brilhante porque o adversário estava muito fechado e em algumas alturas a equipa do FC Porto nem conseguia ligar as suas linhas como devia, mas a vontade e a preserverança levaram a melhor, e mais para o final o jogo estava mais fluído e com melhor apresentação.

A equipa mais ofensiva, a que mais procurou o golo, conseguiu ganhar, e o resultado apenas peca por escaso, havendo mais umas tantas oportunidades que até mereciam ter atingido o fundo das redes da baliza defendida por Bruno Vale.

Este que o foi o jogo, após 18 de paragem, de Hulk, o avançado do FC Porto mostrou para quem quis ver que a sua ausência da equipa podia não ter feito a diferença em todos os jogos mas de certeza que na maioria deles era mais uma pedra a ter em atenção. A manobra dos bastidores teve a sua importância, onde o único prejudicado foi o jogador e o FC Porto, e os beneficiados foram todos os outros, directa ou indirectamente.

Agora a, apenas 5 pontos de diferença do Braga, espero que esta equipa tudo faça para que se a oportunidade surgir não a desperdiçe.

«Tínhamos consciência que ia ser difícil porque era o terceiro jogo numa semana, todos eles com níveis de intensidade elevado. Na primeira parte estivemos bem, controlámos as operações. O Belenenses foi mais tímido na primeira parte, na segunda parte foi bastante melhor, mais agressivo. Sabíamos que jogar contra o Belenenses, que vinha de uma vitória e está numa situação aflitiva não seria fácil, mas o F.C. Porto deu uma resposta boa, com uma leitura inteligente. O golo do Hulk tranquilizou a equipa e permitiu que jogássemos em todo o campo. Fizemos o nosso trabalho que era ganhar. Foi um jogo em que o F.C. Porto foi uma equipa e quando assim é temos mais hipóteses de ganhar. E quando temos mais recursos também.»

(Jesualdo Ferreira in MaisFutebol)

Uma nota final.
"Vais fazer. Vamos lá que vais fazer"
Este foi, mais palavra menos palavra, a conversa que Hulk teve com Falcao após ter feito o golo. A partir daí foi ver o brasileiro a jogar para o colega para que este fizesse o golo, que acabava com o jejum de 4 jogos sem marcar. O resultado desta união, desta vontade, foi que Hulk fez mesmo a assistência para o golo de Falcao. Assim é bonito ver jogar.

domingo, março 28, 2010

Como treinar o teu dragão



Sinopse:
O estúdio que criou “Shrek”, “Madagáscar” e “O Panda do Kung Fu” traz-nos “Como Treinares o Teu Dragão” – uma divertida aventura que tem lugar no lendário mundo de Vikings corpulentos e dragões ferozes, baseado no livro de Cressida Cowell. A história centra-se num jovem Viking chamado Hiccup que vive na ilha de Berk, onde lutar com dragões é um modo de vida. A esperteza e o sentido de humor do rapaz não encaixam lá muito com a sua tribo nem com o seu chefe, que, por acaso… é o seu pai. No entanto, quando Hiccup é incluído no Treino de Dragão, junto com os outros jovens Vikings, ele dá o seu melhor para provar que tem o que é preciso para ser um guerreiro. Mas, quando encontra e se torna amigo de um dragão ferido, o seu mundo fica de pernas para o ar. O que começou por ser a grande hipótese para Hiccup mostrar o seu valor, torna-se numa oportunidade de criar um novo caminho para o futuro de toda a tribo.

Excelente filme de animação que fomos hoje ver. Vale a pena ver.

sábado, março 27, 2010

A aceitação das consequências

«A Comissão Disciplinar não vai pedir a revogação da decisão de Conselho de Justiça que diminuiu o castigo de Hulk e Sapunaru para três e quatro jogos de castigo, respectivamente. (...) Recorde-se que a Comissão Disciplinar tinha considerado os stewards «interveniente no jogo com acesso ou permanência no recinto desportivo», enquanto o Conselho de Justiça interpretou-os como «público».»

(in MaisFutebol)

Depois de uma conferência de imprensa, em jeito de show-off, para indicar as brilhantes decisões que o CD da Liga tomou no caso do túnel da luz, era de esperar que mais fosse feito por esta comissão agora que as decisões foram revogadas.

Esta aceitação da decisão do CJ da FPF é mais uma prova de que as anteriores decisões foram tomadas, mais de acordo com a cor, do que com a lei. Em casos anteriores (no caso do Rui Cerqueira) o CD mostrou mais desagrado pela revogação da sua decisão do que agora e o caso era de menor importância desportiva.

O facto do Ricardo "Pavão" Costa se ter agrrado ao lugar, com unhas e dentes, "obrigando" Hermínio Loureiro a demitir-se mostra que ele não está nada "chateado" pela contradição à sua decisão, provavelmente porque já sabia que isso ia acontecer, servindo o espectáculo apenas para atingir o fim que teve... os jogadores acabaram por ficar 18 jogos de fora das competições.

É caso para dizer que enquanto o pau vai e vem folgam as costas.

quinta-feira, março 25, 2010

Não se esqueçam de que...

Hoje, após se saber a decisão do CJ da FPF sobre os casos de Hulk e Sapunaru, muitas são as vozes que se levantam com opiniões sobre o tema, obviamente umas a favor e outrras contra, mas é importante que não se esqueçam daquilo que se foi dizendo ao longo do tempo, não reduzindo apenas esta decisão todo um caso que, incompreensívelmente, demorou mais de 3 meses a ser resolvido (22-Dezembro a 24-Março).

1- Agressão ou resposta a agressão. São duas coisas muito diferentes, que nunca justificando o agressor servem para pelo menos explicar ou atenuar a acção. A lei tem precisamente várias penas para os dois casos que são, como se compreende, diferentes. Aquilo que ficou provado foi que o jogador respondeu a uma provocação (agressão verbal) e que por isso a sua pena deveria ser atenuada.
«A pena foi abaixo do limite mínimo porque a CD "entendeu levar a cabo uma atenuação especial de pena para os dois jogadores", uma vez que "houve um quadro geral de provocação no final do jogo.» (Ricardo Costa).
Os que não estavam do lado do FC Porto não se importaram muito com este facto até porque a pena era de 3 e 4 meses. Agora que a pena foi reduzida esquecem-se do facto apenas porque não lhes interessa lembrar.

2- ARD intervenientes ou público. Este sempre foi, tal como já disse, o cerne da questão. Para o CD da Liga os ARD foram na óptica do jogador encarados como intervenientes no jogo, mas na óptica do próprio CD foram encarados como não sendo intervenientes no jogo. Parece contraditório ... é porque o é. A pena aplicada aos jogadores foi como se os ARD fossem agentes desportivos ( artigo 115) mas depois o CD não conseguiu aplicar pena aos ARD porque eles não são ... espantem-se ... agentes desportivos.
«Os assistentes de recinto desportivo não tiveram sanção porque "para a Comissão Disciplinar não são agentes desportivos".» (Ricardo Costa)
Pergunto eu, que até não percebo muito de leis, como se pode aplicar uma lei com um fundamento e logo a seguir contradizer esse prório fundamento?
Todos aqueles que se mostram agora indignados pelo facto dos ARD serem considerados público devem pensar primeiro como podem ser classificados de outra forma se depois ninguém tem acção displinar sobre eles.

Comunicado FC Porto

Tendo em apreço uma notificação do Conselho de Justiça da Federação Portuguesa de futebol recebida esta quarta-feira, vem a Administração da FC Porto – Futebol, SAD comunicar o seguinte:

1 – O CJ da FPF decidiu convolar as penas de quatro e seis meses aplicadas a Hulk e Sapunaru, pela Comissão Disciplinar da Liga Portuguesa de Futebol Profissional, em consequência das ocorrências no túnel do Estádio da Luz, após o Benfica-FC Porto de 20 de Dezembro de 2009;

2 – Depois de analisar o recurso apresentado pelos atletas do FC Porto, o CJ decidiu punir Hulk com suspensão de três jogos e multa de 2.500 Euros e Sapunaru com suspensão de quatro jogos e multa de 4.500;

3 – Ao contrário da CD da LPFP, o CJ da FPF concluiu que a conduta de Hulk e Sapunaru «integra, por violação do disposto no art. 18º, nº 4 do RC, a infracção disciplinar grave» punível «pelo art. 120º, j) do RC da LPFP com suspensão de 1 a 4 jogos e multa de 750 a 3750 Euros»;

4 –
Fica assim desmontada mais uma habilidade despudorada perpetrada pela CD da LPFP e exibida em praça pública por uma lamentável sede de protagonismo. Resta saber se o «acto de contrição» que agora se impõe terá o mesmo exibicionismo mediático;

5 – Desde a suspensão imposta pela CD da Liga a Hulk e Sapunaru passaram 17 jogos das competições nacionais e mais de três meses. Como teria sido o desempenho do FC Porto nestes compromissos, caso os dois atletas estivessem, como deviam ter estado, disponíveis e quais os reflexos desta aberração na classificação da Liga 2009/10? Será que a verdade desportiva foi defendida?;

6 – Fica novamente comprovada a perseguição da CD da LPFP ao FC Porto e a cegueira persecutória de Ricardo Costa, ratificada, ao melhor estilo de Pôncio Pilatos, pelo presidente da LPFP, Hermínio Loureiro. Recorde-se que, ainda recentemente, o mesmo Hermínio Loureiro afirmou que o seu papel se limitou a criar condições para que os órgãos da LPFP funcionem. Nem que seja sem rigor, de forma grosseira e com arbitrariedade…;

7 – Este, de resto, será o facto mais marcante do mandato dos actuais órgãos dirigentes da LPFP. O futebol não esquecerá o péssimo serviço que lhe prestaram nesta matéria e, por conseguinte, só lhes resta uma saída: Obviamente, demitam-se!;

8 –
A FC Porto – Futebol, SAD já deu instruções aos seus advogados para intentarem as competentes acções de responsabilização e indemnização, quer dos membros da CD da LPFP, quer da própria instituição.

(in site FC Porto)

Rio Ave - FC Porto, 1-3

Não voltaram ainda as boas exibições mas pelo menos voltaram as vitórias.

O FC Porto jogou com as pedras que tinha disponíveis, adaptando em várias posições, mas a raça estava lá, e nós sabemos que muitas vezes a raça, o querer, conseguem fazer maravilhas.

«Os golos marcados fora são importantes, temos dois golos de vantagem nesta altura, mas o jogo da segunda mão tem de ser encarado com a mesma seriedade de hoje. Este Rio Ave é uma boa equipa. Entrámos bem, mas na segunda parte, a favor do vento, podíamos ter feito um pouco mais. É um resultado bom e o F.C. Porto tem aspirações de estar na final da Taça»

(Jesualdo Ferreira in MaisFutebol)

Como não vi o jogo todo não vou fazer mais comentários em relação ao mesmo.

quarta-feira, março 24, 2010

E agora?????

«O Conselho de Justiça reduziu substancialmente as penas a Hulk e Sapunaru. O avançado passa a ser penalizado com três jogos de suspensão, o romeno com quatro, apurou o Maisfutebol.
Originalmente a Comissão Disciplinar da Liga tinha penalizado Hulk com quatro meses e Sapunaru com seis, na sequência dos incidentes no túnel no final do Benfica-F.C. Porto.»

(in MaisFutebol)

E agora?
A quem o FC Porto vai pedir contas pela impossibilidade de utilizar o seu jogador durante todo este tempo?

Logo na altura muito se falou acerca do incorrecto cumprimento da lei que penalizava os jogadores do FC Porto, fazendo-se referência que os ARD não eram agentes desportivos e que por isso nunca se podia falar numa multa penal de 6 meses a 3 anos.

O Ricardo "Pavão" Costa ao jeito benfiquista decidiu aplicar a lei que mais prejudicava o FC Porto e agora veio a comprovar-se errada.
«Os assistentes de recinto desportivo não tiveram sanção porque "para a Comissão Disciplinar não são agentes desportivos".» dizia o Pavão, mas por outro lado aplicava a pena aos jogadores como se os mesmos fossem agentes desportivos.

«A decisão do Conselho de Justiça da Federação Portuguesa de Futebol em diminuir drasticamente a pena de Hulk de 23 jogos para apenas três acabou por significar que o atacante brasileiro esteve 14 (!) jogos a mais sem poder jogar.»

(in Record)

Está na hora de chamar à pedra os culpados de mais este ataque sem precedentes ao FC Porto, aos quais temos de juntar o espectáculo circense das inscrições na Liga dos Campeões e o castigo ao Lisandro por simulação de grande penalidade, tudo feito pelo mesmo senhor e pelo mesmo CD a Liga, que sempre teve dois pesos e duas medidas.

Buck Rogers in the 25th Century



Estavamos hoje a falar de séries dos tempos de criança e falou-se desta.

Quem pergunta ...

O marido a ver TV, hesitava entre um canal com uma cena de amor explícito e outro canal com um jogo importante de futebol.

Não queria perder pitada dos dois e mudava de um canal para o outro, num zapping frenético, incapaz de se decidir.

Pediu conselho à mulher:
- Ó filha, qual achas que devo ver?

Resposta da mulher:
- Já sabes como se joga futebol, porque não escolhes o outro?

My Mom's New Boyfriend



Sinopse:
A obesa Martha (Meg Ryan) sempre foi um grande peso na vida de seu filho Henry (Colin Hanks). Após três anos ausente em uma missão ultra-secreta do FBI no exterior, Henry volta para casa para apresentar sua noiva Emily (Selma Blair) a sua mãe e descobre que seus problemas só aumentaram. Marty, ex-Martha, agora tem um corpão, um novo namorado Tommy (Antonio Banderas) e uma vida amorosa selvagem. Tommy, por sua vez, tem um interesse especial em uma certa obra de arte além, é claro em Marty. Agora Henry e todo o FBI terão que espionar as bizarrices da vida amorosa dos pombinhos. Mas como ser um agente do FBI exemplar quando sua mãe esta na jogada?

Um divertida comédia que vale a pena ver.

segunda-feira, março 22, 2010

Star Trek



Sinopse:
Um olhar sobre a fundação de uma das tripulações espaciais mais emblemáticas da Sétima Arte. Teremos a oportunidade de ver como o Capitão Kirk entrou na Academia Starfleet, o início da sua amizade com Spock e as primeiras batalhas contra os Romulanos. Uma visão inovadora da maior aventura espacial de todos os tempos, “Star Trek”, com uma tripulação jovem e totalmente nova aventurando-se ousadamente onde nenhum Homem jamais chegou…

Um regresso às origens que é ao mesmo tempo um regresso ao passado.

A culpa morre solteira????

«A GNR rejeitou ter cometido falhas no policiamento da final da Taça da Liga, no Algarve. As forças policiais, recorde-se, demoraram a reagir e só instalaram o cordão de segurança quando estava instalada a confusão. (...) Mais do que isso, aliás, a Liga de Clubes garantiu que não colocou limitação orçamental para a operação de segurança das autoridades. Fonte da Liga disse, aliás, à Agência Lusa, que espera receber uma factura de cem mil euros pelo policiamento respeitante ao jogo (...) Mesmo dentro do estádio foram arrancadas cadeiras, o que já levou Macário Correia, presidente da Câmara de Faro, a dizer que vai entregar na Liga de Clubes a factura pelas despesas.»

(in MaisFutebol)

Depois da tempestade vem a bonança e com ela o levantamento dos estragos. Como se costuma dizer, e em Portugal isso tem ainda mais força, a culpa morre solteira.

Parece que este é um desses casos, pelo menos é o andamento que está a levar.

domingo, março 21, 2010

Benfica - FC Porto, 3-0

Ainda não foi desta que o FC Porto conseguiu levar para a sua, já repleta, sala de troféus a taça da cerveja.

A boa entrada do FC Porto fazia antever um jogo diferente mas isso não veio a acontecer. Um golo logo no inicio do jogo e outro a acabar a primeira parte fizeram a história do jogo, um filme que já se tinha visto, na altura no jogo frente ao sporting.

Esta época é completamente atípica, não é isto que nós estamos habituados, mas também com isto sabemos viver e estaremos com a equipa também nestes momentos.

«Se foi justo? Quando um resultado final é 3-0, não há grande resposta em relação à pergunta que está a fazer. É um resultado volumoso. O Porto foi uma equipa com grande atitude, passou por cima das dificuldades dos últimos tempos. As dificuldades prolongaram-se no jogo, começando num golo infeliz. Os golos acabaram por marcar o resultado, num jogo equilibrado. Foi um jogo muito agressivo, com a falta de jogadores fundamentais na nossa equipa. A equipa do Benfica está serena, está confiante e correu-lhe o jogo muito bem, enquanto a nós correu muito mal. Fomos uma equipa à Porto, apesar de nos ter corrido mal. Houve uma falha inicial, depois uma quebra clara do Cristian Rodriguez, que tem um problema na coxa. Nenhuma equipa foi superior à outra. Perdemos um troféu, mas ainda há muitos a conquistar no futuro. Há coisas que não são fáceis de explicar. É preciso termos os jogadores todos, há momentos no futebol em que as coisas não se aceitam, mas temos de trabalhar para que se alterem. O meu final? Falo com quem tenho de falar, não publicamente.»

(Jesualdo Ferreira in MaisFutebol)

A época ainda não acabou e ainda muito há para fazer. Vamos continuar de cabeça erguida e seguir em frente.

sábado, março 20, 2010

Mais um motivo para a união

«Varela fracturou o perónio no último treino antes da viagem para o Algarve, neste sábado.
De acordo com o site do F.C. Porto, o avançado «sofreu uma luxação no tornozelo esquerdo e consequente fractura do perónio», pelo que não só ficou fora da convocatória para a final da Taça da Liga com o Benfica, como falha o resto da época e vê comprometida a participação no Mundial.»

(in MaisFutebol)

É um azar tremendo para o Varela. A sua participação na equipa portista era tremenda e como consequência a sua ida ao mundial estava quase garantida.

Não existem boas alturas para um atleta ter uma lesão, mas existem umas que são piores do que outras, e neste caso foi na pior das piores alturas.

Há semelhança daquilo que o grupo manifestou a quando da lesão do Mariano, este é mais um motivo para que a vitória de amanhã, caso aconteça, tenha dedicatória.

Deste cantinho para o Varela desejo umas rápidas melhoras e um excelente regresso.

Assobia???!!!

Um alentejano senta-se no comboio, em frente a uma voluptuosa ruiva, vestida com uma mini-saia.
Nisto, dá conta que ela não tinha roupa interior.


Então a ruiva diz-lhe:
- Está a olhar para a minha vagina...
- Sim, estava desculpe lá essa coisa!... - responde o alentejano.
- Não há problema! - responde a mulher, como é simpático vou fazer com que a minha vagina te mande um beijo.

Incrivelmente, a vagina manda-lhe um beijo!

O alentejano, fica totalmente doido! Nisto, pergunta:
- Atão e que outras coisas sabe ela fazer?
- Posso também fazer com que te dê uma piscadela...

O homem observa uma vez mais assombrado, como a vagina lhe dá piscadelas.

A mulher, já muito excitada, diz ao alentejano:
- Queres enfiar-me dois dedinhos?...

Paralisado, o alentejano coça a cabeça e responde:
- Porra! Não me digas que ela também assobia?!

quinta-feira, março 18, 2010

A ver vamos

«Já nem me lembro se o Estádio do Algarve tem túneis. Pelos vistos, não tem. Isso foi um episódio fugaz que aconteceu. É a excepção e não a regra. A regra é que as pessoas têm uma boa relação e é isso com certeza que se vai verificar» (...) «É um árbitro que oferece todas as garantias. Foi, nos dois últimos anos, o melhor árbitro»

(Vitor Pereira in MaisFutebol)

A ver vamos se existe ou não túnel no estádio do Algarve e se o árbitro Jorge Sousa dá as garantias para um bom jogo com um vencedor justo ou se dá as garantias para um vencedor à semelhança do que aconteceu o ano passado.

Não é por nada mas à velocidade que os casos acontecem na "taça da cerveja" é para colocar qualquer um a "ver para crer".

Sou só eu a achar ou ter um dirigente da arbitragem a falar sobre os casos dos túneis é mais um tiro no pé!?!?

O Amendoim

Um homem estava a ver futebol na tv da sala, e a aperativar bebia cerveja e comia amendoins. Discretamente "vigiava" a filhota de 13 anos que namorava na varanda.

Cheio de sono, a cerveja fazendo efeito, começa a coçar o ouvido com um amendoim. Tanto coçou que a casca partiu ficando um miolo entalado dentro do ouvido.

O Homem fica desesperado, começa a tentar tirar o amendoim com o dedo e empurra mais para dentro. Pega numa tampinha de uma Bic e... o amendoim entrou ainda mais.

Nisto o Homem já louco, gritando, chama a mulher que veio correndo apavorada. Ao aperceber-se da situação, já queria levar o marido bêbado para o hospital.

-Eu não quero ir para o Hospital... que merda!!! Sou um Homem de posição, não me posso expor ao ridículo...

A filha e o namorado (de 17 anos...) entram na sala para ver o que estava acontecendo.

Diz a filha:
- Pai... que é isso! Que vergonha!

O gaiato (namorado da filha) tenta controlar a situação:
- Tenha calma que eu resolvo o problema! Quando era escuteiro, socorria os meus amigos em casos de emergência!!!

O Homem, em pânico, acabou por aceitar a ajuda.

O jovem passou à acção.
Mete dois dedos no nariz do futuro sogro, e diz:
- Fecha a boca e sopre pelo nariz com bastante força!!!

E não é que o maldito amendoim saiu do ouvido?!?!

Após o feito, o namoradinho sai todo convencido, a filha toda apaixonada e a mãe encantada com o eficientíssimo futuro genro, diz para o marido:
- Viste que lindo!? Tão calmo e controlado nas emergências!? Vamos ter um genro maravilhoso!! O que será que ele vai ser?!?!?!

O marido, pensativo e com ar sisudo, responde:
- Pelo cheiro dos dedos do "filho da puta", vai ser ginecologista!!!!

Somos Porto...

«Os jogadores ficaram sensibilizados com o drama pessoal de Mariano e decidiram, de acordo com as informações recolhidas pelo Maisfutebol, que um eventual triunfo frente ao rival Benfica será dedicado exclusivamente ao companheiro de equipa.»

(in MaisFutebol)

Na última vez que os jogadores do FC Porto mostraram a sua união e a consequente força dessa união o resultado foi muito positivo.

Na altura a união foi em volta do Hulk.

Desta vez será em volta do problema do Mariano e nós adeptos esperamos que o resultado dessa união seja igualmente positivo.

Evidente

Quando o Pai de manhã ouviu a filha vomitar, ficou preocupado e perguntou à mulher:

- Foi comida?

- Foi, mas vai casar...

terça-feira, março 16, 2010

Uma lição

«A vitória teve muito de José Mourinho, aliás. O português foi mais italiano do que Carlo Ancelotti, fez um jogo táctico, diminuiu os espaços e introduziu agressividade. No fim contornou a tendência do Inter para cair em Inglaterra e conseguiu pela primeira vez em quatro épocas chegar aos quartos-de-final.»

(in MaisFutebol)

Foi precisamente isso que José Mourinho deu a Carlo Ancelotti no jogo de hoje entre o Inter e o Chelsea, uma lição.

Uma lição táctica, não apenas de colocação de pedras em campo, mas também de estudo e de conhecimento sobre o adversário.

O mérito de passar aos quartos de final é em 90% da capacidade do técnico português.

Esconder o que se faz

«Luís Filipe Vieira, presidente do Benfica, escreveu uma carta a Joaquim Oliveira, presidente do conselho de administração da Sportinvest, accionista maioritário da SportTV, a dar conta da sua insatisfação em relação à cobertura daquele canal desportivo aos jogos do clube da Luz. (...) o jogo que motivou este protesto foi o jogo com o Nacional para a Taça da Liga. Em causa está um golo anulado ao Nacional por alegado fora-de-jogo. Vieira não defende a ilegalidade do lance, mas sim o ângulo e o momento escolhidos para a colocação da linha virtual.»

(in MaisFutebol)

Curiosa esta atitude do presidente do benfica logo no jogo em que é marcado uma grande penalidade a favor dos encarnados por falta que não existe, um lance que só não define o resultado porque o avançado encarnado não consegue converter o castigo máximo.
Mais curioso é o facto dos comentadores nesse jogo terem todos dito que existe falta, apesar de ninguém ter conseguido ver que falta foi. A imprensa desportiva escrita tem toda a mesma opinião, não existe falta.

Sobre este facto não vejo na noticia do MaisFutebol nenhuma referência do presidente do clube do regime.

Mas não tenham ilusões. O motivo desta queixa não é nada mais do que uma tentativa de "fazer as coisas pelo outro lado", situação que já é caracteristica de LFV.

O benfica tem um contrato com o canal desportivo para a transmissão dos jogos. A SportTv tem uma clásula de direito de opção sobre eventuais contratos que o clube do regime tenha, bastando para isso igualar a oferta feita.
Sabendo que o desejo do clube é colocar os seus jogos no seu canal esta carta serve mais como motivo para abrir hostilidades com o canal com o fim de não renovação do contrato.

Quando era vantajoso para o clube do regime disponibilizar as imagens sobre os famosos casos do túnel já a SportTv, ou outra televisão qualquer, não eram facciosas.


Tal como disse, a isto chama-se "fazer as coisas pelo outro lado".

Eles não desarmam ...

«Tendo em conta notícias recentes do jornal A Bola acerca de eventuais candidaturas à Direcção da Liga Portuguesa de Futebol Profissional, vem o Conselho de Administração da FC Porto - Futebol, SAD informar o seguinte:

1 - A Administração da FC Porto - Futebol, SAD demarca-se desde já do acto eleitoral da LPFP que se avizinha;

2 - O FC Porto não irá participar no mesmo, muito menos apoiar quem quer que seja nesse processo eleitoral;

3 - Curiosamente (ou talvez não...), as duas notícias que associam maliciosamente o FC Porto a nomes de eventuais candidatos surgem em formato de "filho de pai incógnito", o que, de resto, faz todo o sentido tendo em conta os critérios do jornal que as deu à estampa.»


(in site FC Porto)

A perseguição do jornal da queimada ao FC Porto continua, pelo que o tratamento, ou a ausência dele, aos jornalistas do mesmo jornal no estádio do Dragão também é para continuar.

Há falta de melhor noticia, e não querendo lembrar quem celebrizou a expressão "prefiro ter gente na Liga do que uma boa equipa", os fabricadores da queimada vão arranjando nomes de candidatos à Liga de Clubes que tenham o aval do FC Porto.

Temos de dar mérito a este jornal. Isto de andar sempre a inventar notícias é bem mais difícil do que simplesmente relatá-las. Tenho a certeza que deve ser muito desgastante.

O Coala, a Lagartixa e uns ... charros

Um coala estava sentado numa seringueira, curtindo tranquilamente uma ganza...

Uma lagartixa ia a passar, olha para cima, e diz:
- Então coala...tudo bem? O que estás a fazer?

O coala diz:
- A fumar um berlaite. Sobe!

A lagartixa subiu a seringueira e sentou-se ao lado do coala, a curtir uns fumos.

Após algum tempo, a lagartixa disse:
- Tenho a boca seca, vou beber água ao rio...

A lagartixa meio desorientada, inclinou-se muito e caiu no rio.

Um jacaré viu-a a cair e nadou até ela, ajudando-a a subir para a margem.

Depois perguntou:
- Então lagartixa? O que é que te aconteceu? Queres morrer?

A lagartixa explicou que estava a curtir uns canhões com o coala numa seringueira, ficou com a pedra e caiu ao rio enquanto bebia água.

O jacaré, querendo apurar esta história, entrou na floresta e, encontrou o coala sentado num galho, todo fodido.

O jacaré olhou para cima e disse:
- Ei! Você ai em cima!

O coala olhou para baixo e disse:
- PUTA QUE PARIU lagartixa, bebeste água comó caralho!!!

Homens que matam cabras só com o olhar



Sinopse:
O repórter Bob Wilton anda à procura do seu próximo "furo" quando conhece Lyn Cassady, uma sombria figura que afirma fazer parte de uma unidade experimental do Exército Americano. Segundo Cassady, o New Earth Army está a mudar a forma como as guerras são combatidas. Uma legião de "Monges Guerreiros", com poderes psíquicos sem paralelo, consegue ler os pensamentos do inimigo, atravessar paredes e mesmo matar um bode só de olhar para ele! Agora, o fundador do programa, Bill Django, desapareceu e a missão de Cassady é encontrá-lo. Intrigado pelas “histórias da carochinha” de Cassady, Bob decide impulsivamente segui-lo. Quando a dupla descobre Django num campo de treino clandestino, liderado pelo renegado médium Larry Hooper, o repórter vê-se no meio de um diabólico duelo entre as forças do New Earth Army de Django e a milícia pessoal de super soldados de Hooper. E para sobreviver a esta louca aventura, Bob terá de vencer um inimigo que nunca julgou poder existir.

A melhor expressão para classificar este "The Men Who Stare at Goats" é ... OMG. O filme é estúpidamente genial.

segunda-feira, março 15, 2010

Se...

«se não fosse mentiroso, também não era presidente da câmara»

(Fernando Costa in congresso PSD)

São aquelas verdades universais que só alguns iluminados têm coragem de dizer. Todos o sabem mas nem todos conseguem dizê-las com esta frontalidade.

Fosse eu militante do PSD, ou munícipe das Caldas da Rainha, e de certeza que votava neste homem, apenas pela frontalidade dele :)

Lua Nova



Sinopse:
A seguir à fatídica festa do 18º aniversário de Bella, Edward Cullen (ROBERT PATTINSON) e a sua família abandonam a cidade de Forks, Washington, na tentativa de a proteger dos perigos inerentes ao seu mundo. Quando a destroçada Bella vagueia pelo último ano do secundário, paralisada de medo e sozinha, descobre que a imagem de Edward regressa quando ela se encontra em apuros. O desejo de estar com ele a qualquer custo, leva-a a expor-se a riscos cada vez maiores.
Com a ajuda do seu amigo de infância Jacob Black (TAYLOR LAUTNER), Bella renova a sua velha mota para a acompanhar nas suas aventuras. O coração gélido de Bella vai, gradualmente, derretendo devido à relação de companheirismo que estabelece com Jacob, um membro da misteriosa tribo Quileute, que tem o seu próprio segredo sobrenatural.


Excelente. Fico sempre agradado quando os realizadores conseguem colocar no ecrã aquilo que é a essência da escrita. São poucos os casos de filmes que não defraudam os leitores das obras e este é um desses casos.

domingo, março 14, 2010

Miss March



Sinopse:
Depois de quatro anos na cama de um hospital, o jovem Eugene Bell acorda do coma e fica a saber que a sua antiga e “virginal” paixão, Cindi, tornou-se coelhinha da Playboy, estampando a capa e um poster no centro da revista. É quando ele se junta ao seu melhor amigo, um tarado sexual, para cruzar o país e penetrar na festa da lendária mansão Playboy a fim de reconquistar a namorada.

Uma comédia com alguns momentos bem interessantes.

sábado, março 13, 2010

Académica - FC Porto, 1-2

Voltaram as vitórias.

Pela quarta vez o FC Porto defrontou a Académica e, tal como na maioria das vezes, o resultado foi uma vitória.

O jogo não foi brilhante, chegando mesmo a não ser bom, em algumas alturas do jogo, mas o que importava neste momento era reabilitar a equipa, que é o mesmo que dizer, voltar a colocar a equipa no caminho das vitórias.

O resultado final vale mais do que o jogo em si. A equipa mostrou a garra necessária para acreditar até ao fim que podia vencer o jogo, mesmo que durante o encontro se fosse notando alguma tendência, alguma inclinação de terreno.

«As vitórias animam sempre, recuperam ânimos que possam estar em baixo, mas conquistam-se com trabalho e bom futebol. O F.C. Porto precisava ganhar, não fizemos um grande jogo, mas jogámos com grande empenho. O Falcao desperdiçou ainda uma grande penalidade, devido à ansiedade de ganhar. Esta vitória vai trazer-nos vantagens, vamos seguramente voltar a jogar bem, apesar de termos perdido mais um jogador. Não é normal tanta paragem num jogo, não pode haver tantas facilidades, porque depois de marcarmos mais ninguém caiu e isto não é benéfico para o nosso futebol. Creio que o F.C. Porto ganhou bem, encontrámos uma Académica muito boa, que nunca nos deu espaço e não chegámos ao golo mais depressa pela ansiedade. Tivemos uma semana difícil.»

(Jesualdo Ferreira in MaisFutebol)

«Penso que fizemos um bom jogo, ganhámos que era o mais importante. A Académica é uma equipa bem organizada. É neste momento que se vê os jogadores do F.C. Porto, a massa adepta deste clube. Vamos tentar tudo, nunca desistimos. Vamos dar sempre tudo. Queria pedir desculpa aos adeptos pelo jogo do Arsenal. Não os saudamos no final porque estávamos envergonhados. Precisámos do apoio deles mais do que nunca. As vitórias moralizam, dão confiança. Vamos continuar o nosso trabalho, seguir em frente e tentar ganhar os jogos que temos até ao final.»

(Bruno Alves in MaisFutebol)

Duas notas finais.

A primeira para fazer alusão ao facto de Bruno Alves, capitão de equipa, ter aproveitado o flash interview para pedir desculpa aos adeptos do FC Porto pela fraca exibição no jogo frente ao Arsenal. Mais vale tarde do que nunca.

A segunda sobre a grande penalidade a favor da Académica. Não vou colocar em causa se é ou não falta de Bruno Alves, não consigo ver. E não consigo ver porque não existe uma única repetição do lance que nos possa mostrar a falta. É curioso que no lance do golo tenha havido 3 repetições na altura, e sempre aproximadas, e no lance da grande penalidade não haja nenhuma repetição em zoom.
É também curioso que se tenha marcada falta no lance com o Bruno Alves e depois tenha passado em claro a falta sobre o Falcao, quando este se isolava para a baliza.

São apenas curiosidades que quero aqui deixar.

sexta-feira, março 12, 2010

1 Goal - Education for all

« O F.C. Porto foi o segundo clube do mundo a aderir à Campanha «1GOAL - Education for all» (um objectivo ¿ educação para todos). (...) O comunicado emitido pelo FC Porto assegura que «sempre teve a educação dos jovens jogadores como um objectivo, porque tem a consciência de que se trata do valor mais importante» nas suas vidas. (...) Esta campanha, insere-se na iniciativa das Nações Unidas «Class of 2015», que tem como objectivo primordial alcançar o ensino básico universal, com a esperança de que a educação supere e vença a pobreza »

(in MaisFutebol)

Mais uma excelente iniciativa a que o FC Porto aderiu.

Ao contrário do que acontecia antigamente os clubes já estão mais atentos ao desempenho escolar das suas jovens estrelas, e as academias muito contribuiram para que isso acontecesse.

Agora os clubes alargam os seus horizontes e mostram também preocupação com todas as jovens estrelas, sejam elas de futebol ou não.

Antevisão

«O F.C. Porto volta a Coimbra este sábado depois de ai ter empatado (0-0) para a Taça da Liga, em Janeiro. Será o quarto encontro da época entre estas duas equipas e, dos anteriores, ressalvam as dificuldades dos dragões para bater uma equipa incómoda, liderada por um ex-funcionário da casa.»

(in MaisFutebol)

De volta à competição interna, após uma pesada derrota e consequente saída da Liga dos Campeões, o FC Porto tem sido ao longo do dia de hoje alvo de vários artigos de opinião, principalmente devido à saída do lote de convocados de Helton e de Fucile.

Se em relação ao guarda-redes um comunicado revela que existe uma lesão, para o uruguaio não existe comunicado de lesão e isso tem servido para a imprensa desportiva falar "à boca cheia" que a saída acontece como forma de castigo.

Até pode ser que a não convocatória seja uma forma de castigo, mas antes de levarmos esta teoria muito em conta temos de nos lembrar que Fucile também não foi chamado para o jogo frente ao Olhanenese, no passado fim de semana, o que pode querer dizer que o jogador já podia estar "tocado", ou cansado, e que por isso foi poupado. Não nos podemos esquecer que para a semana joga-se mais uma final, e neste momento os titulos em disputa para os dragões já não são muitos.

Estes são os convocados para o encontro de amanhã:
Guarda-redes: Nuno e Beto;
Defesas: Miguel Lopes, Rolando, Nuno André Coelho, Bruno Alves, Alvaro Pereira, Addy;
Médios: Raúl Meireles, Guarín, Belluschi, Valeri, Tomás Costa, Rúben Micael;
Avançados: Mariano, Rodríguez, Varela e Falcao.

quinta-feira, março 11, 2010

Enea...

«O F.C. Porto bateu o Benfica por 5-2 em jogo a contar para a 17ª jornada do Campeonato Nacional de Hóquei em Patins. (...) o F.C. Porto tem agora dez pontos de vantagem sobre as águias.»

(in MaisFutebol)

E com esta vitória o FC Porto coloca o seu mais directo perseguidor a uma distância considerável, estando com todas as condições para revalidar o titulo, sagrando-se Enea-campeão nacional de Hóquei em Patins.

Relativamente a esta modalidade que me é tão querida não posso deixar passar um post sem fazer alusão à completa ausência de interesse que as televisões lhe têm dado. Uma modalidade onde Portugal sempre foi uma potência está completamente arredada das programações dos canais desportivos, inclusivé do tempo de antena que a RTP2 dá ao desporto durante o fim de semana.

quarta-feira, março 10, 2010

Desabafos ...

«''Vocês são uma vergonha'' e ''joguem à bola'' foram as frases ouvidas repetidamente à chegada ao aeroporto Sá Carneiro, onde os ''dragões'' chegaram por volta das três da madrugada, por algumas dezenas de adeptos. (...) os adeptos mais críticos viraram-se para o ex-guarda-redes Vítor Baia, exigindo-lhe que meta ''ordem na casa'' (FC Porto). ''Este não é o nosso FC Porto'', reclamaram.»

(in Futebol 365)

"Este não é o nosso FC Porto" também eu já mais do que uma vez exprimi este sentimento.

Barra da Fuzeta



Quem não conheceu já não vai conhecer. Quem conheceu pode apenas recordar como era.

"Na natureza nada se cria, nada se perde, tudo se transforma" (Lavoisier)

Resta ao homem adaptar-se a esta nova realidade e seguir em frente

Tá escuro aqui????!!!!!!

Uma dona de casa recebe um amante todos os dias em casa, enquanto o marido trabalha.

Durante esse tempo ela mete o filho de 9 anos trancado no armário do quarto.

Certo dia o marido chega a casa e o amante ainda lá está.

Então ela tranca o amante no armário onde estava o filho.

Ficaram lá um bocado, até que o miúdo diz:

- Tá escuro aqui...

- Tá...

- Eu tenho uma bola de ténis para vender...

- Que giro!

- Queres comprar?

- Não!

- Pronto... Se preferes que eu diga ao meu pai...

- Quanto é que queres pela bola?

- 25 euros.

- Toma.

Uma semana depois, o marido torna a chegar cedo.

O amante está em casa.

O miúdo está no armário.

O amante vai para o armário.

Eles lá ficam em silêncio até que o miúdo diz:

- Tá escuro aqui...

- É, está.

- Eu tenho aqui uma raquete de ténis para vender por 150 euros.

- Que bom.

- Queres comprar?

- 150 euros??? É muito cara!!

- Se preferes que eu diga ao meu pai... É contigo..

- Nao, não... Eu compro.

- Aqui está.

Outra semana depois, o marido torna a chegar cedo.

O amante está em casa.

O miúdo está no armário.

O amante vai para o armário.

Eles lá ficam em silêncio até que o miúdo diz:

- Tá escuro aqui...

- É, está.

- Eu tenho aqui umas sapatilhas da Nike para vender por 500 euros.

- Que bom para ti.

- Queres comprar?

- 500 euros??? Tás doido?!!

- Se preferes que eu diga ao meu pai... É contigo..

- Não não, eu compro, eu compro.

No fim-de-semana, o pai chama o filho:

- Pega na bola e na raquete e vamos jogar.

- Não posso. Vendi tudo.

- Vendeste? Por quanto?

- 675 euros.

- Não podes enganar os teus amigos assim. Vou levar-te agora ao padre para te confessares.

Chegando à igreja, o miúdo entra pela portinha, ajoelha-se e fecha a portinha. Abre-se uma janelinha e aparece o padre.

- Meu filho, não temas a Deus, diz e Ele perdoar-te-á. Qual é o teu pecado?

- Tá escuro aqui, não tá?

- Não vais começar com essa merda outra vez, pois não???

Arsenal - FC Porto, 5-0

OMG... por favor acordem-me quando este pesadelo terminar.

Pior do que perder é perder por muitos golos. Pior do que perder por muitos golos é perder por muitos golos e não jogar nada.

A noite de ontem foi um pesadelo. De FC Porto, equipa com garra, que joga de igual para igual com todas as equipas, que sua a camisola e come a relva, nada. Não se viu nada.

O Arsenal deu duas lições de futebol. A primeira foi de como jogar com bola, em ataque continuado, mesmo frente a uma equipa que estava a ser ultra defensiva. Resultado, marcou dois golos.
A segunda foi de como dar a iniciativa ao adversário e em contra-ataque rápido, as transições rápidas que o FC Porto tanto gosta de fazer, marcar golos. Resultado, marcou dois golos.

Ontem pensava no jogo como um jogo de poker. No poker existem dois tipos de bluff, o de quando não temos jogo e queremos que o adversário desista por medo, e o de quando temos jogos e queremos que o adversário pense que não e aposte para depois lhe ficarmos com todas as fichas.
O FC Porto fez bluff com o discurso e o pior que existe.
Anunciou que não ia jogar à defesa, frisou que essa aposta era de certeza a "morte do artista", anunciou que tinha de atacar para marcar sob pena de não passar a eliminatória, fez bluff porque foi para o campo com o pensamento contrário.
O Arsenal não se intimidou e "foi a jogo". Resultado, perdemos a mão e pior, perdemos todas as fichas.

Não há um culpado desta miserável exibição. Todos são culpados e urge fazer alguma coisa para que a equipa volte aquilo que foi. Não falo de despedimentos que isso nunca foi a nossa politica. Falo sim de um discurso frontal da parte da administração à equipa a exigir que os resultados voltem a aparecer.
É impensável que se acabe a época com apenas um titulo (a supertaça). É importante reabilitar a equipa para aquilo que ainda falta disputar.

«Entrámos no jogo de forma equilibrada mas sofremos um golo cedo, num erro nosso, mas foi um golo precedido de irregularidade, como vocês certamente podem comprovar. Sabíamos que tínhamos de marcar aqui mas ainda era mais importante não deixar o Arsenal chegar cedo à nossa baliza. O resultado não traduz o que se passou em campo. O Arsenal esteve longe de justificar a diferença de cinco golos. Basta ver o número de remates, de cantos, de posse de bola.»
«Na segunda parte, estivemos melhor e ficámos perto do 2-1, mas os momentos do jogo foram todos do Arsenal. Foi ridículo, por exemplo, marcar uma grande penalidade ao minuto 93. Foi excesso de rigor do árbitro.»

(Jesualdo Ferreira in MaisFutebol)

Entrar com três centrais em campo não foi uma boa aposte, mesmo que Jesualdo tenha dito que não tinha mais ninguém disponível para aquela posição. Por mais de uma vez se jogou com o Guarin naquele lugar, quer goste-se ou não do jogador naquela posição.
Na minha maneira de ver foi mostrar demasiado respeito pelo adversário, demasiado medo. Sempre o meu pai me disse "quanto maior é o homem maior é a queda" numa alusão a não ter medo de adversário nenhum.

«Nuno André Coelho, o «trunfo» jogado por Jesualdo Ferreira no onze inicial tem os seus dados estatísticos a zero: zero faltas cometidas, zero faltas sofridas, zero remates...»
(in MaisFutebol)

terça-feira, março 09, 2010

A night at the Emirates



Inspired by "Zidane - A 21st Century Portrait", A Night At The Emirates is a unique and immersive documentary. Shot with a single camera (Canon 7D) on the 10th February 2010 during the game against Liverpool, the film is about the Arsenal matchday experience from the perspective of the fans.

A minha esperança é no final os fãs do Arsenal não terem motivos para festejar.

Fala Jesualdo ...

Jesualdo Ferreira fez a habitual antevisão do encontro desta noite, frente ao Arsenal, a contar para os oitavos de final, da maior competição de clubes.

«FCP: Como está o ânimo da equipa depois do último resultado para o campeonato?
Jesualdo Ferreira:
Quando as coisas às vezes não correm bem, a melhor forma de as alterar é jogar.

FCP: Que diferenças espera encontrar entre este Arsenal e aquele que esteve no Dragão?
JF:
Este será um jogo que se disputa por diferença de golos. A grande diferença traduz-se no ambiente, que será de grande festa e de grande exaltação. Mas a estrutura da equipa e a forma como encara os adversários não vai mudar muito.

FCP: Nem mesmo com a ausência de Fábregas?
JF:
Os processos dependem do colectivo. Não é a ausência do Fábregas ou de outro qualquer que vai alterar a forma como o Arsenal encara todos os jogos.

FCP: Partir em vantagem faz com que a prioridade do FC Porto seja não sofrer golos?
JF:
É um jogo que se disputa por diferença de golos e que temos de disputar durante 90 ou 120 minutos. Temos confiança no que somos capazes de fazer. Com o nosso espírito e com o espírito do Arsenal, será um jogo dividido. Esperamos um Arsenal forte e será um jogo definido por detalhes. A equipa do Arsenal é muito rica e nós também temos detalhes fortes. Temos consciência da qualidade do adversário, sabemos que é difícil jogar aqui, mas sabemos que temos armas para jogar aqui. Nestes jogos a eliminar há também que ter tacticamente um conjunto de adaptações aos regulamentos da prova. A nossa posição é clara. Vamos discutir este jogo, pois só assim podemos discutir o resultado.

FCP: O facto de o Arsenal ter de marcar pelo menos um golo é vantagem para o FC Porto?
JF:
Não creio. É uma diferença de golos, como disse, mas um golo é pouco para conferir alguma vantagem a quem ganhou. Por essa razão, temos de encarar este desafio como se fosse um novo, com um resultado importante que é a passagem. No ano passado estivemos nos quartos-de-final e o objectivo é repetir este ano. Vamos lutar até aos limites para o conseguir.

FCP: Mas a história do FC Porto em Inglaterra não é muito positiva…
JF:
Há sempre uma primeira vez. Este será o sexto jogo com o Arsenal. Nos cinco realizados anteriormente, o FC Porto venceu dois, perdeu dois e empatou outro. Amanhã é uma eliminatória que nunca fizemos e as chances estão abertas para as duas equipas.

FCP: Acredita que vai ter um FC Porto «à Porto», como muitas vezes gosta de referir?
JF:
O FC Porto tem vindo a ser alterado ao longo dos anos. O que se pretende no futebol actual é que se consiga chegar onde se quer com essas mudanças. Esse FC Porto «à Porto» já surgiu em muitas ocasiões e espero que surja novamente amanhã. Mas muito mais do que lutar, também é preciso jogar.»


(in site FC Porto)

O jogo é há hora dos campeões (19h45) e tem transmissão na RTP1.

segunda-feira, março 08, 2010

Recordar ...

«Dragões jogam em Inglaterra seis anos após o empate que foi como uma vitória em Manchester. Nas escolhas de Jesualdo Ferreira para Londres, há um sobrevivente dessa noite mágica, Nuno Espírito Santo.

Amanhã, às 19.45 horas, quando o FC Porto iniciar o jogo no Emirates Stadium, em Londres, com o Arsenal, cumprem-se seis anos exactos sobre uma noite épica para os dragões: o jogo com o Manchester United, que terminou empatado a um golo (Costinha), arrumando assim com um gigante e tornando-se candidato a vencer essa edição da Champions, como viria a acontecer.»


(in A Bola)

Já o ano passado, quando o FC Porto defronto o Manchester United nos quartos de final da competição, as recordações da noite mágica de 04 correram por toda a comunicação social impresa e on-line, e nos mais variados blogues se recordou os videos e os testemunhos daquela noite.

Recordar é sempre bom, e no caso do FC Porto não é dificil arranjar um denominador comum nos jogos da Liga dos Campeões. A vasta experiência do clube na europa torna as comparações um tema fácil, seja em caso de vitória azul e branca ou de derrota.

Para amanhã não quero recordar. Quero viver. Viver um novo momento, uma nova história de alegria. Quero voltar a gritar até ficar sem voz. Quero voltar a sentir toda a nação orgulhosa do FC Porto. É apenas isso que quero.

Recordar ... apenas quando contar aos meus netos os êxitos do FC Porto.

(Re-editado no dia 09-03 para correcção de data. O zero está muito próximo do nove :) mas o meu leitor de estimação não deixa passar nada em claro)

Remédio para a memória ...

O Joãozinho frequentava a escola e sempre que o professor explicava alguma matéria, o Joãozinho cuspia na mão e passava pela testa.

Isto sucessivas vezes até que um dia o professor perguntou-lhe:

- Joãozinho, sempre que dou nova matéria, cospes na mão e passas pela testa. Podes explicar-me porquê?

O Joãozinho responde:
- Sr. Professor, é que a minha irmã, quando está namorando, eu ouço-a dizer para o namorado. Cospe na cabecinha que entra melhor!!!?

Não deveria ser ao contrário???

«Não tenho problema algum em dizer que defendo Portugal com amor. Foi um país que me ajudou muito e ao qual devo muito. Claro que sou brasileiro, todos o sabem, e amo também o meu Brasil. Primeiramente, sou brasileiro, mas agora sou português também e no coração cabem os dois países»

(Liedson in MaisFutebol)

Será que sou apenas eu a pensar assim ou este discurso do Liedson não é o de quem se nacionalizou português?

Ser contratado para jogar numa equipa não é o mesmo do que jogar na selecção de um país, por mais que haja gente que quer igualar as duas situações.

Mudar de nacionalidade é renunciar a uma outra. Não estamos aqui a falar de um individuo que tem dupla nacionalidade, este sim, que pode, e deve, defender as duas. Mudar, não é dizer que "sou brasileiro, mas agora sou português". mudar é dizer "SOU PORTUGUÊS", não quis ser brasileiro, ou argentino, ou mexicano, ou espanhol, quis ser e SOU português.
Amo o Brasil (pode dizer-se) ... mas sou português.

Cada vez mais me parece uma nacionalização apenas com o objectivo da auto-promoção.

Touch the future

sábado, março 06, 2010

FC Porto - Olhanense. 2-2

A revalidação do titulo era uma mera hipótese matemática, nós, adeptos, sabiamos isso, e penso que eles, equipa, também o sabiam.

Ganhar hoje frente ao Olhanense não era apenas uma questão de somar três pontos para um campeonato que, já, não é o nosso, era uma questão de reabilitar o dragão para uma competição, que ainda é a nossa, e para a qual temos de estar na máxima força para prosseguir em frente.

Em teoria este seria um excelente adversário para a ressaca da derrota frente ao sporting, na prática as coisas não correram como se esperava.

Duas desconcentrações defensivas em menos de 5 minutos colocaram o Olhanense na frente e obrigaram o FC Porto a correr mais do que aquilo que seria de esperar. Correram, isso não se pode negar, mas a reabilitação não aconteceu, ficando ao menos o empate, o que torna a noite/tarde de hoje apenas num pequeno desastre.

Uma coisa é certa. Para quem quiser ver por esse lado, e eu sou um deles, o FC Porto lutou, correu, suou, deixou tudo em campo, na tentativa de virar um resultado negativo. Se aquilo que fez foi sempre bom, isso é outra conversa. Pelos menos tentou e conseguiu o empate, o que numa equipa que está claramente em défice daquilo que foi, não é mau de todo.

A gestão para o jogo de hoje correu mal. Já tinha alertado para essa possibilidade. Mas é um risco das gestões que as equipas que disputam muitas provas correm. Face aquilo que é neste momento os objectivos da equipa (leia-se os reais objectivos) e gestão a acontecer tinha de ser agora.

Vamos esperar que na próxima terça-feira, frente ao Arsenal, a equipa apresente no campo, toda a sua garra, a garra do Dragão, aquela garra que ao longo destes anos tantas alegrias nos deu, que tantas vezes nos fez ficar sem voz.

«Não era a resposta que estava à espera depois da derrota em Alvalade. Sabia que ia ser um jogo difícil no plano anímico, perante um adversário difícil, iríamos voltar ao Dragão e os jogadores podiam sentir esses factores. A entrada no jogo foi má e muito favorável ao Olhanense, que esta tarde foi feliz.
Mesmo assim reagimos e tivemos oportunidades para reduzir a desvantagem. Na segunda parte continuámos a pressionar, atirámos ao poste e à barra, depois marcámos, por isso acho que tivemos futebol para ganhar o jogo. As alterações que fizemos foram para dar mais largura à equipa e resultaram nos últimos minutos.
Durante os meses de Janeiro e Fevereiro fizemos jogos em espaços de tempo muito curtos, tivemos limitações ao nível de lesões e castigo, por isso a dinâmica da equipa sofreu revés e houve alguma fadiga acumulada. Vamos ultrapassar isso e estou seguro que vamos voltar a ser o que já fomos.
Vamos conseguir disputar uma eliminatória importante na próxima terça-feira e vamos dar boa resposta na Taça de Portugal e na Taça da Liga. Temos mais oito jogos na Liga e temos a convicção que vamos repor os níveis dos jogadores altos, saltar a barreira anímica, voltar ao bom futebol e voltar às vitórias.»

(Jesualdo Ferreira in MaisFutebol)

sexta-feira, março 05, 2010

Em gestão

«A presença do júnior Sérgio Oliveira na lista de convocados é a maior novidade nas escolhas de Jesualdo Ferreira para o jogo com o Olhanense. Em sentido inverso, o treinador decidiu poupar Fucile, Rolando e Raul Meireles, já a pensar na partida frente ao Arsenal, para a Liga dos Campeões.»

(in MaisFutebol)

Tendo em conta que o sucesso no campeonato está condicionado, a gestão de esforço de jogadores mais "cansados" é uma boa opção, ainda para mais se juntarmos o facto do adversário de amanhã ser uma equipa que, supostamente, é mais fraca.

A gestão deixa se fazer sentido se a exibição que se fizer frente ao Arsenal não for com a qualidade a que nós, adeptos e equipa, estamos habituados.

No fundo concordo com a gestão mas só se na terça-feira todos os jogadores "suarem gotas de sangue".
Outra coisa. Se por alguma eventualidade o resultado de amanhã frente ao Olhanense não for uma vitória, não me venham com desculpas da gestão e do elevado número de jogos.

Eis a lista dos convocados para o encontro de amanhã:
Guarda-redes: Helton e Beto;
Defesas: Bruno Alves, Alvaro Pereira, Maicon, Nuno André Coelho, Miguel Lopes e Addy;
Médio: Guarín, Belluschi, Valeri, Tomás Costa, Ruben Micael e Sérgio Oliveira;
Avançados: Falcao, Rodríguez, Mariano e Varela.

O clube mais rico

«O F.C. Porto é o clube português mais bem colocado na lista de clubes mais ricos elaborada pela Deloitte. As receitas atribuídas aos «dragões» na época 2008/09 são de 68,1 milhões de euros. O estudo avalia a capacidade dos clubes de gerar receitas, não contabilizando verbas de transferências de jogadores. O que entra nas contas são as receitas televisivas, comerciais e de jogos. O valor atribuído ao F.C. Porto, ao qual o Maisfutebol teve acesso, garantiria aos «dragões» um lugar no «top 50» dos mais ricos do mundo, embora a posição oficial não tenha sido divulgada: foi publicada apenas a lista relativa aos 20 primeiros.»

(in MaisFutebol)

Depois de se saber que o FC Porto foi o único a apresentar um resultado positivo no último semestre, agora é a vez de se descobrir que o FC Porto é o clube mais rico de Portugal.

As provas da boa gestão portista e de um modelo que deve ser seguido estão à vista.

3 milhões ...

No inferno, Saddam Hussein discute calorosamente com Bin Laden, quando chega um repórter e pergunta o que eles estão discutindo.

Bin Laden responde:
- Estamos planeando mais um atentado.

O Repórter espantado pergunta:
- Mais um? Onde?

Saddam responde:
- Vamos lançar uma bomba em Portugal e matar 2 milhões de benfiquistas ,1 milhão sportinguistas e um portista.

O repórter surpreso pergunta:
- Mas porquê 1 portista?

Bin Laden vira-se para Saddam e diz:
- Tás a ver, eu não disse que ninguém se vai importar com os 3 milhões !!

quinta-feira, março 04, 2010

Acidente insólito


«Descrição do acidente: O acidente deve ter-se dado como passo a descrever. O veículo transitava na Estrada Nacional n.º 124, no sentido Pereiro-Martinlongo, e ao chegar ao km 111.600, segundo afirmações do condutor, o mesmo afirmou que ao fazer uma lomba se deparou com o peão a defecar na sua faixa de rodagem tentando o mesmo ainda se levantar e vestir as calças, não tendo tenpo para o fazer dando-se assim origem ao acidente.
Do qual resultou danos materiais no veículo e ferimentos no peão.

Vestigios no local: Vidros e rasto de travagem deixados pelo veículo e mancha de sangue, merda na lomba.»

Portugal - China, 2-0

«Portugal entrou no ano do Mundial como saiu do anterior: a ganhar. Somou a sexta vitória consecutiva e manteve o balanço bom para a África do Sul. Pelo meio mostrou não ter piedade do socialismo asiático e afirmou-se pronto para atacar a Coreia do Norte se for preciso. O primeiro teste correu bem, pelo menos.»

(in MaisFutebol)

"correu bem, pelo menos" não perderam mas a segunda parte foi de uma miséria que só visto, porque contado nem acredita.

Os jogos de preparação são apenas isso, de preparação, e se o resultado não é uma obrigação, uma boa exibição é necessária. Não é uma obrigação mas é necessária, especialmente se tivermos em conta que o adversário era teóricamente inferior.

"I gotta feeling" é a música que se vai cantando pelos cantos (e não só) do mundo da nossa selecção, mas a jogar como se jogou ontem, não há "feeling" que resista.

Vamos esperar que quando as coisas forem a doer o "feeling" aumente ... e as exibições também.

Uma nota final para o público que esteve ontem no estádio. Se a nossa selecção estava a ter nota negativa na exibição o público merece nota zero. É completamente descabído (para não dizer pior) que o público da casa tenha gritado "olés" quando a selecção da China tinha a posse de bola. Há coisas que não se fazem.

quarta-feira, março 03, 2010

O prior de Trancoso ...



«Do: Arquivo Nacional da Torre do Tombo

Sentença proferida em 1947 no processo contra o Prior de Trancoso (Autos arquivados na Torre do Tombo, armário 5, maço 7)

"Padre Francisco da Costa, prior de Trancoso, de idade de setenta e dois anos, será degredado de suas ordens e arrastados pelas ruas públicasnos rabos dos cavalos, esquartejado o seu corpo e postos os quartos, cabeça e mãos em diferentes distritos, pelo crime que foi arguido e que ele mesmo não contrariou, sendo acusado de dormir com vinte e nove afilhadas e tendo delas noventa e sete filhas e trinta e sete filhos; de cinco irmãs teve dezoito filhas; de nove comadres trinta e oito filhos e dezoito filhas; de sete amas teve vinte e nove filhos e cinco filhas; de duas escravas teve vinte e um filhos e sete filhas; dormiu com uma tia chamada Ana da Cunha, de quem teve três filhas, da própria mãe teve dois filhos. Total: duzentos e noventa e nove filhos, sendo duzentor e catorze do sexo feminino e oitenta e cinco do sexo masculino, tendo concebido em cinquenta e três mulheres".

"El-Rei D.João II lhe perdoou a morte e o mandou pôr em liberdade aos dezassete dias do mês de Março de 1487, com o fundamento de ajudar a povoar aquela região da Beira Alta, tão despovoada ao tempo, e guardar no Real Arquivo esta sentença, devassa e mais papeis que formaram o processo"

terça-feira, março 02, 2010

A multa ...

«Durante os 90 minutos do clássico entre Sporting e Porto contabilizaram-se um total de 14 multas (7 para cada clube).
Entre 50 e 100 euros. (...) Mas não foram só os jogadores que pisaram o risco durante o clássico. Quer o treinador adjunto do FC Porto José Gomes, quer o treinador adjunto do Sporting José Lima terão que pagar uma multa de 250 euros (...) O FC Porto terá ainda que pagar uma advertência de 250 euros e ainda mais 1000 euros de multa, e o Sporting terá que desembolsar 850 euros. (...) Os benfiquistas Fábio Coentrão e Dí Maria têm que pagar 125 e 100 euros respectivamente, devido aos incidentes ocorridos na partida que opôs os encarnados ao Leixões. O Benfica terá ainda que pagar 1500 euros de multa resultantes desse mesmo encontro.»


(in MaisFutebol)

Aquilo que me chamou a atenção nesta noticia publicada no MaisFutebol foi primeiro os valores das multas dos jogadores. Lembrou-me os 1400 euros que o Olhanense teve de pagar por causa duns calções não regulamentares e os valores apresentados agora aos jogadores são passiveis de serem aplicados a qualquer cidadão comum que leve uma multa, o que me parece nada adequado a este CD.

Depois aquilo que me alarmou foi o facto do clube do regime ter sido multado em 1500 euros. Não sei o que se passou no jogo com o Leixões, mas se o clube encarnado voltou a ser "timidamente multado" e pelo mesmo valor do que no caso do túnel, será que podemos presumir que vamos ter mais casos de túneis?????

O que será que esta "timida multa" vem castigar o clube da verdade desportiva? O que terá sido feito de tão grave que justifique esta "pesada" multa?

Aguarda-se com espectativa o comunicado do clube encarnado dizendo que não vai recorrer da multa porque é bom e agradável ajudar os cofres da comissão que "timidamente" lhe vai aplicando multas, enquanto que a outros lhes "rouba do bolso" descaradamente.

A burla ...

«Surge, entretanto, um problema de última hora, relacionado com os vistos de entrada no país. A justificação dada é a necessidade de realização de uma transferência bancária urgente para pagamento à polícia ou aos serviços aduaneiros, o que, segundo os representantes dos clubes, só pode ser feito pelos cidadãos que vão entrar no país, com promessas de restituição do dinheiro mal ponham o pé no aeroporto. Os valores são variáveis, podem ir de 350 a 1.000 euros, consoante o currículo do visado.»

(in A Bola)

Esta parece ser a mais recente burla que assola o futebol e que foram alvos alguns treinadores da nossa praça.

Aquilo que me faz alguma confusão é o facto de num meio onde tudo se faz através de empresários, e onde o facto de não se ter um, ou ter um mau, pode ser sinónimo de fracos contractos, se pode cair no conto do vigário e enviar dinheiro para um clube sob o pretexto de "pagamentos à polícia".

segunda-feira, março 01, 2010

A análise ...

«Nos últimos 20 anos o FC Porto venceu a Liga em 14 ocasiões. Nos 6 campeonatos em que não ficou à frente andou na luta até ao fim, com exceção das épocas 1999/2000 (a 4 pontos) e 2001/02, na qual terminou a 7 pontos do campeão. Perdeu uma Liga por 1 ponto (2000/01) e 3 por diferença de uma vitória (1990/91, 1993/94 e 2004/05). Agora, com 9 jornadas por jogar, leva um atraso de 9 pontos e, realisticamente, está fora da corrida pelo 1.º lugar.
O FC Porto 2009/10 só tem menos 2 pontos que o da época passada na mesma jornada; conseguiu marcar mais golos, mas também sofreu mais. Perdeu pontos em 8 jogos, como há um ano, só que em vez de 6 empates e duas derrotas soma 4 empates e 4 derrotas.»

(in Record)

Ora aqui está uma excelente análise da época 2009/2010 feita pelo jornalista José Ribeiro no jornal Record.

Sim é verdade, tal como indica no artigo, o FC Porto não está assim tão fraco como na temporada transacta e que os adversários estão ligeiramente melhor do que aquilo que fizeram.

Mas isso não justifica, por si só, o fraco desempenho do FC Porto em alguns dos jogos que disputou. Podemos perder, não se pode ganhar sempre, mas mesmo na derrota temos de mostrar a garra que nos é caracteristica e isso, eu não consegui ver naqueles jogos que nos fizeram perder pontos (pelo menos na maioria deles).