sábado, março 27, 2010

A aceitação das consequências

«A Comissão Disciplinar não vai pedir a revogação da decisão de Conselho de Justiça que diminuiu o castigo de Hulk e Sapunaru para três e quatro jogos de castigo, respectivamente. (...) Recorde-se que a Comissão Disciplinar tinha considerado os stewards «interveniente no jogo com acesso ou permanência no recinto desportivo», enquanto o Conselho de Justiça interpretou-os como «público».»

(in MaisFutebol)

Depois de uma conferência de imprensa, em jeito de show-off, para indicar as brilhantes decisões que o CD da Liga tomou no caso do túnel da luz, era de esperar que mais fosse feito por esta comissão agora que as decisões foram revogadas.

Esta aceitação da decisão do CJ da FPF é mais uma prova de que as anteriores decisões foram tomadas, mais de acordo com a cor, do que com a lei. Em casos anteriores (no caso do Rui Cerqueira) o CD mostrou mais desagrado pela revogação da sua decisão do que agora e o caso era de menor importância desportiva.

O facto do Ricardo "Pavão" Costa se ter agrrado ao lugar, com unhas e dentes, "obrigando" Hermínio Loureiro a demitir-se mostra que ele não está nada "chateado" pela contradição à sua decisão, provavelmente porque já sabia que isso ia acontecer, servindo o espectáculo apenas para atingir o fim que teve... os jogadores acabaram por ficar 18 jogos de fora das competições.

É caso para dizer que enquanto o pau vai e vem folgam as costas.

1 comentário:

low desert puke disse...

"A aceitação das consequências"

Precisamente o comportamento de pinto da costa para com a sançao por tentativa de corrupçao imposta por...Ricardo "Pavão" Costa.

Hipòcrita.