domingo, março 21, 2010

Benfica - FC Porto, 3-0

Ainda não foi desta que o FC Porto conseguiu levar para a sua, já repleta, sala de troféus a taça da cerveja.

A boa entrada do FC Porto fazia antever um jogo diferente mas isso não veio a acontecer. Um golo logo no inicio do jogo e outro a acabar a primeira parte fizeram a história do jogo, um filme que já se tinha visto, na altura no jogo frente ao sporting.

Esta época é completamente atípica, não é isto que nós estamos habituados, mas também com isto sabemos viver e estaremos com a equipa também nestes momentos.

«Se foi justo? Quando um resultado final é 3-0, não há grande resposta em relação à pergunta que está a fazer. É um resultado volumoso. O Porto foi uma equipa com grande atitude, passou por cima das dificuldades dos últimos tempos. As dificuldades prolongaram-se no jogo, começando num golo infeliz. Os golos acabaram por marcar o resultado, num jogo equilibrado. Foi um jogo muito agressivo, com a falta de jogadores fundamentais na nossa equipa. A equipa do Benfica está serena, está confiante e correu-lhe o jogo muito bem, enquanto a nós correu muito mal. Fomos uma equipa à Porto, apesar de nos ter corrido mal. Houve uma falha inicial, depois uma quebra clara do Cristian Rodriguez, que tem um problema na coxa. Nenhuma equipa foi superior à outra. Perdemos um troféu, mas ainda há muitos a conquistar no futuro. Há coisas que não são fáceis de explicar. É preciso termos os jogadores todos, há momentos no futebol em que as coisas não se aceitam, mas temos de trabalhar para que se alterem. O meu final? Falo com quem tenho de falar, não publicamente.»

(Jesualdo Ferreira in MaisFutebol)

A época ainda não acabou e ainda muito há para fazer. Vamos continuar de cabeça erguida e seguir em frente.

2 comentários:

laura santos disse...

Caro amigo, com imensa pena estou aqui para desabafar consigo, e poder dizer-lhe como podemos exigir que se ganhe, quando temos jogadores no estaleiro desde do 1º dia do campeonato, a onde está a equipa médica dos outros anos? Onde está o dinheiro que em 3 anos encaixaram ,estavam à espera de vender bem o Hulk, mas o balneário tramou, pois nessa altura o Porto ia com uma diferença de 2 pontos e a partir daí, mais uns jogos roubados, jogadores magoados, ninguém aguenta psicologicamente tudo isso e onde estão os jogadores que prometeram para ser mais uma vez campeão? O Bruno Alves foi a imagem do desespero que se passa naquele clube em que os abutres já comeram e agora escondem-se, pois também lhe prometeram e falharam, sabe não há palavra, como dizia(Michel de Montaigne)
"Apenas pelas palavras o ser humano alcança a compreensão mútua. Por isso, aquele que quebra sua palavra atraiçoa toda a sociedade humana."
Como Portista estou triste pelos dirigentes deste clube que nunca pensei que fossem de tão má indole.
Ao Professor, espero que ele tenha tanta sorte na vida dele como teve nos 3 anos, mas que não dê a cara por apitos dourados, que não seja uma máquina de fazer dinheiro e depois deixam-no caír porque já não interessa, com o PC e sua trupe a gastar aquilo que os outros trabalharam. O professor aprendeu, com muita pena minha que ele o tenha feito, "que no porto nada se ganha sozinho", mas quando se perde perde-se sozinho, pois os cobardes foguem.. não tem petroleo, mas temos dinheiro para brasileiras e casas para as senhoras se calarem...
Professor, deixo-lhe aqui uma mensagem a pesar de não a lêr, deixe a sua humildade para quem a merece: " Nada é veneno, e tudo é veneno; a diferença está na dose."
Obrigado, se consegui ler o meu desabafo. Saudações para si

low desert puke disse...

Dar os parabéns ao adversàrio pela conquista é que està quieto...