domingo, dezembro 13, 2009

Como é que se fazem?

«Contra nós todos jogam motivados. Não podemos confirmar nada, mas sabemos como se fazem as coisas no futebol.»

(Luis Filipe Vieira in Record)

Será que se pode dizer que estas declarações são estranhas? Serão apenas para quem não conhece o modo como o presidente do benfica trabalha. Assim que as coisas começam a ficar mais tremidas para o clube da luz lança farpas em todas as direcções para ver se acerta em alguma coisa.

Estas "verdades universais" que o presidente encarnado tanto gosta de dizer parecem sempre coisas de "quem faz as coisas pelo outro lado". Deve ser assim que se fazem as coisas no futebol :)

2 comentários:

Anónimo disse...

domingo, 13 de Dezembro de 2009
Uma boa semana
Aos êxitos desportivos em Guimarães e Madrid, associou-se mais uma vitória na barra onde se dirimem os conflitos numa sociedade de direito, quando o tribunal do recurso do Porto não deu provimentos aos despachos do MP, sobre o processo do envelope.

Platini não pediu desculpas, mas de alguma forma deu a mão à palmatória sobre a leviandade das suas acusações. A gravidade das suas palavras pediriam mais, mas um gesto é um gesto e de alguma maneira veio confirmar que a UEFA acatou definitivamente o que a justiça portuguesa sentenciou, dando o seu infeliz dito como nulo e sem efeito.

O SLB (em nome da verdade desportiva), o MP (em nome da luta anti-corrupção) e Ricardo Costa (em nome da disciplina desportiva) o que têm para nos dizer? Se entendo o SLB e o Presidente do CD da LPFP que “egoisticamente” trataram de servir os seus próprios interesses, preocupa-me o modus faciendi do MP e do dream team criado para instruir a acusação, agindo à luz dos holofotes mediáticos e segundo uma agenda que se confundia com a do próprio SLB.

Demasiado dependente de gargantas fundas, de escutas e da promiscuidade entre os agentes da justiça e a comunicação social mais trauliteira, à frente da qual se posiciona galhardamente o CM, o MP tentou ganhar os processos na praça pública. O julgamento popular haveria de funcionar como uma forma de pressão sobre os tribunais que já tinham mandado arquivar os processos por falta de provas. A arrogância dos procuradores e a boa imprensa, não mascararam a ausência de provas e o contraditório apresentado em defesa dos acusados. As loas cantadas depressa se deixaram de ouvir. Aos funcionários públicos ao serviço da justiça não basta olhar para o umbigo e trabalhar para a Televisão. Exige-se exactamente o contrário. O PGR serviu-se do futebol, deixou-se apanhar na teia política e foi traído pela CS que o tinha posto num pedestal. Bem feito!
in reflexão portista

freefun0616 disse...

酒店打工經紀,
制服酒店工作,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
酒店經紀,

,酒店,