domingo, dezembro 20, 2009

Benfica - FC Porto, 1-0

Muitas vezes se diz que, nos clássicos, quem está pior acaba por ganhar e neste caso a expressão acabou por ser verdadeira.

O FC Porto que vinha num ascendente muito bom fez um dos piores jogos da época. Não o digo por ter sido contra o Benfica, digo-o porque durante grande parte do jogo a equipa nunca foi capaz de colocar a bola no chão e de a jogar com cabeça e inteligência. O Benfica não foi superior ao FC Porto como amanhã a imprensa do regime vai fazer parecer, o FC Porto é que não foi a equipa que deveria e podia ter sido.

Mais uma vez a equipa escalada para o jogo foi mais robusta do que criativa e esse é para mim o primeiro erro que se cometeu. Não aproveitar o ascendente que Belluschi e Varela vinham a ter foi errado. Os jogadores até podiam não fazer a diferença, mas eram eles que estavam a jogar melhor e foi por eles que se falava num ascendente do FC Porto. A escolha da equipa mostrou demasiado respeito pelos encarnados.
Aliás foi a entrada de Varela que catapultou a equipa para a melhoria que teve na segunda parte.

A derrota de hoje não condiciona em nada a luta pelo titulo, apenas vai fazer com que durante mais umas semanas se vendam mais jornais. "Todos" passam o natal mais felizes e devem isso ao FC Porto :)

«Não é uma questão de menor atitude. A equipa não conseguiu desenvolver o seu jogo na primeira parte. Foi perdendo confiança e a outra equipa galvanizou-se. Na primeira parte o FC Porto não foi capaz de fazer aquilo que estava planeado»

(Jesualdo Ferreira in Record)

E por favor, parem de falar com estado do terreno. Estava uma verdadeira merda, o que acaba por ser normal por ser do clube que é, mas estava uma merda para as duas equipas.

P.S. Acabo este post fazendo alusão à tentativa de agressão a que Pinto da Costa foi alvo quando ia a sair do hotel onde estava instalado. Prova-se com esta atitute o que os adeptos do Benfica são.

2 comentários:

dragao vila pouca disse...

Só me apetece dizer o seguinte: quem joga para empatar, normalmente, perde. Jogamos na expectativa, à espera...e depois o meio-campo! Qual foi a pior exibição da época? Na Madeira frente ao Marítimo, certo? Quem foi o meio-campo? Pois é, Fernando, Meireles e Guarín. Não acrescento mais nada e não foi pelo terreno que ele meteu o colombiano, pois então o que dizer da entrada do Belluschi quando o terreno estava quase impraticável?

Um abraço

Dylan disse...

Saíram goradas as expectativas daqueles que tinham a certeza de que o Benfica cairia na classificação do campeonato nacional de futebol no final de Dezembro. Os dias que antecederam o último jogo com o FC Porto revestiram-se de chorrilhos arrogantes por parte do adversário, de que a vitória deste era um facto consumado. Profetas da desgraça travestidos de comentadores desportivos e cartomantes que adivinhavam o onze encarnado, alinhavam-se com os fazedores de notícias em que elementos ligados ao Benfica tentaram agredir e intimidar presidentes de outros clubes bem como árbitros. Como não bastasse o circo montado, na jornada anterior, em Olhão, uma equipa local estranhamente aguerrida amputou o Benfica de importantes atletas. No Domingo passado, a trupe falhou redondamente porque simplesmente menosprezou o dístico da bandeira encarnada - "E pluribus unum" - um entre muitos; uma simbiose de união, esforço, garra e sacrifício que catapultou a vitória.

http://dylans.blogs.sapo.pt/