domingo, julho 18, 2010

FC Porto . Ajax, 1-0

«Intermitências esperadas, debilidade física, sectores em desarmonia e, apesar de tudo, o triunfo. A radical mudança de argumento provoca naturais dificuldades de assimilação no reino do dragão. Muita coisa mudou em poucos meses e o início de um ciclo novo, importante, provoca estimáveis dores de crescimento.»

(in MaisFutebol)

Ainda não foi desta que tive oportunidade de ver a minha equipa a jogar, mas por aquilo que tive oportunidade de ler e de ver (resumo) a equipa dá mostras de estar a ganhar estrutura e consolidação.

«Retiro tudo de positivo deste jogo. Jogámos na quinta-feira, tivemos uma viagem pelo meio e voltámos a entrar em campo hoje. Regressámos de um estágio intenso, com muito calor e muita fadiga. Noto a equipa em crescendo e as coisas vão melhorar. Estamos no caminho certo. Tivemos um período de 20 minutos na primeira parte em que não conseguimos descansar com bola. Foi a nossa fase mais fraca. Aí permitimos alguma ascensão ao Ajax. Curiosamente, revelámos alguma intranquilidade após o golo, o que não seria suposto. Acertámos esses aspectos após o intervalo e assistimos a uma segunda parte muito partida.»

(Anfré Villas Boas in MaisFutebol)

Depois destas palavras não vavel a pena dizer mais nada. Fala quem tem conhecimento dos objectivos e da evolução da equipa.

1 comentário:

low desert puke disse...

Também o àrbitro, ao permitir que o unico golo do jogo tenha saìdo de um cruzamento em que antes a bola estava fora 20 cms, demonstra que se estao a preparar bem as "tàcticas" que levaram o porto ao ponto mais alto das classificaçoes nos ultimos 30 anos.