sábado, setembro 12, 2009

FC Porto - Leixões, 4-1

No ar existia a memória do jogo do último ano no Dragão, quando o Leixões tinha conseguido levar de vencida o FC Porto. Os minutos iniciais ainda fizeram com que essas memórias ficassem mais vivas, conseguindo o Leixões criar dois lances de muito perigo para a baliza de Helton.
Mais foi apenas isso, dois lances de perigo e algumas memórias que afloraram.

Depois de tudo ter estabilizado, depois da equipa ter conseguido respirar e pensar não mais o Leixões teve a posse de bola e os lances de perigo junto à baliza de Helton passaram a ser ... memórias.

O FC Porto fez uma primeira parte a roçar o excelente, com muita posse de bola, com lances de perigo a serem criados com muito simplicidade, com os seus jogadores muito juntos e em desmarcações constantes. A bola rodava de flanco com muita facilidade e sentia-se que o golo chegaria a qualquer momento.

E chegou. Aliás chegou por quatro vezes. E todas as vezes que chegou fê-lo por excelentes jogadas, com trocas de bola muito bem conseguidas.

Depois do resultado estar consolidado, e com outros objectivos em vista a equipa geriu. É certo que a gestão foi eficiente, porque a vitória nunca esteve em causa, mas também é certo que essa gestão tornou o jogo mais feio. A posse de bola continuava a ser uma realidade mas desta vez com menos intensidade e esse recuo teve como consequência o crecimento do Leixões e esse crecimento foi depois premiado com um golo.

Do jogo de hoje pode-se dizer com toda a certeza que esta equipa está a crescer, está mais madura, mais consolidada. O FC Porto tem apresentado um futebol mais intenso e em algumas altura roça o brilhante. A continuar a crescer desta maneira temos equipa.

Foi assim o andamento do marcador:
21' - Golo do FC Porto
Álvaro Pereira cruza e na área aparece Varela a rematar para o fundo da baliza.
23' - Golo do FC Porto
Hulk converte a grande penalidade.
33' - Golo FC Porto
Álvaro Pereira volta a cruzar, Meireles desvia, o guarda-redes afasta e Rolando aproveita para fazer o golo.
42' - Golo FC Porto
Hulk ganha no pressing que faz ao defesa e depois solta para Falcao que contorna o guarda-redes e remata para o fundo das redes.
77' - Golo do Leixões
Canto na direita e Pouga na área salta mais alto e de cabeça faz o golo.

Podia fazer aqui referência a alguns dos jogadores do FC Porto mas é melhor dizer que todos estiveram à altura da camisola que vestem. Quando assim é todos merecem nota 10.

«Quando iniciámos a segunda parte, com 4-0, pensei que a equipa pudesse manter a consistência e fazer mais golos. Estivemos em bom nível nos primeiros 25 minutos, mas a ausência de golos acabou por reflectir-se no jogo. Mas há a destacar uma primeira parte de grande qualidade, com uma postura dos jogadores muito séria, determinados a construir um bom resultado. Foram três pontos que para nós representam continuar na frente do campeonato e, acima de tudo, uma certa segurança após termos interrompido o nosso trabalho. Os jogadores que vieram das selecções deram um grande contributo, cerca de 50 por cento da equipa jogou pelos seus países, mas o fundamental é uma primeira parte excelente. É desse figurino que retiramos o que mais queremos para o futuro. Iniciámos este ciclo com uma vitória, temos agora a Champions e era importante no regresso e na junção da equipa, antes de um período de grande desgaste, este resultado.» (Jesualdo Ferreira in MaisFutebol)

Uma nota final para o facto de se ter registado, no Dragão, o espectador 5 milhões.

2 comentários:

dragao vila pouca disse...

Primeira-parte de Ópera e segunda de música pimba.

Se é natural, por todas as razões conhecidas - cansaço dos jogos das selecções, Champions já depois de amanhã e resultado feito ao intervalo -, que haja um abaixamento de ritmo, uma natural poupança, tudo bem, mas passar da Ópera para a música pimba...não faz sentido e o pessoal até gosta de rock.

Tudo começou não, nas substituições, mas na forma como alguns jogadores ligaram o complicador e nessa matéria, Bruno Alves leva a bandeira. Que se passa com o capitão do F.C.Porto?

É óbvio que o objectivo foi conseguido, é óbvio, também, o mérito do F.C.Porto em conseguir a tranquilidade ao intervalo, mas que diabo, estavamos empolgados, entusiasmados e depois, o respeito por quem vai ao estádio, devia merecer outro comportamento dos profissionais portistas. E nós até não pediamos muito: que passessem de 80 para 40 e não para 8.

Que a poupança se reflicta já na terça-feira.

Um abraço

Ah, que galo fui o 5.000.001

freefun0616 disse...

酒店打工經紀,
制服酒店工作,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
酒店經紀,

,酒店,