quinta-feira, agosto 09, 2007

16º mergulho - Zimbral

Domingo, 05 de Agosto
O dia estava mau, na noite anterior tinha ameaçado chover, relampagos cruzaram os céus, o vento soprava com alguma intensidade e o mar estava muito picado. A viagem até ao Zimbral foi feita aos solavancos, deviam estar pelo menos ondas de metro. A ideia que levavamos era de que o fundo também ia estar mexido e de que não se conseguia ver nada.

Assim que chegámos ao fundo tivemos todos uma boa surpresa, o mar estava calmo, comparado com a superfície, e via-se com alguma nitidez.

Já havia algum tempo que não se mergulhava naquela zona. O Zimbral é uma zona de pedra bastante extensa, pelo que se pode mergulhar muitas vezes mas raramente na mesma zona.

Os peixes abundavam. Logo no inicio houve quem visse um robalo, mas eu não tive essa sorte. Só me dei conta de que ele lá tinha estado quando escreveram no quadro a palavra "robalo" seguida de um dedo a apontar para o local. Ainda lá fui mas já não estava lá.

Aquilo que deu gozo ver foi o pargo sêmea, de bom porte. Vi-o pelo menos umas três vezes, parecia que andava atrás de nós.

Também perdi algum tempo a visionar um peixinho preto que devia estar a proteger o ninho, porque fazia investidas aos outros peixes que por ali passavam. Ainda estou a tentar descobrir que peixe era.

Tenho mesmo pena de não ter ainda a caixa estanque para a máquina para fotografar tudo e mais alguma coisa.

Foram 47 minutos de fundo a 14 metros de profundidade.

Nesta época de aumento de trabalho sabe mesmo bem poder fazer uns mergulhos para descontrair.

Domingo que vem há mais.

6 comentários:

pinky disse...

que maravilha, sempre na água! i wishhhhhhhhhhhhhh

C Valente disse...

Bom fim de semana. e boa pescaria
Saudações amigas

João Mãos de Tesoura disse...

Ah! Também és mergulhador, boa! Eu também. Adoro fazer live aboard: mar vermelho, tailândia, caraíbas, polinésia francesa... sim, sou um felizardo.
Bons mergulhos!

Abraço

C Valente disse...

resto de um bom domingo e boa pesca
saudações amigas

J.G. disse...

Pois eu consigo respirar dentro da banheira, por uma palhinha, e durante 57m 35s.

E peixinhos, tenho um aquário cheio deles, pá! sempre a abrir e a fechar a boca, a abrir e a fechar...parecem todos irmãos do Cherne!
Bons mergulhos e se encontrares uma peixona morenaça, já sabes...traz que eu dou-lhe emprego!

ABRAÇO desde aqui da lixeira da Europa!

Anónimo disse...

isso querias tu.. levar a minha máquina... 20€ por utilização.