quarta-feira, abril 16, 2008

V. Setúbal - FC Porto, 0-3


De forma inequívoca o FC Porto é o primeiro finalista na final da Taça de Portugal. Agora ficamos a ver de camarote o que fazem os clubes da cidade de Lisboa.

O jogo começou morno, o Setúbal estava a ver o que acontecia, em jeito de contenção à espera do erro (???) do adversário e o FC Porto tomou as rédeas ao jogo e, como é seu hábito, não errou. Trocava a bola de pé para pé, com muita calma, sem necessidade de grandes acelerações, esperando sempre pela derradeira oportunidade que ia abrir, tipo lata de conserva, o caminho para a vitoria.

Quanto mais o tempo passava mais o Setúbal perdia margem de manobra, mais o FC Porto asfixiava. A bola jogava-se quase sempre perto da baliza de Eduardo e não fosse um ou outro malabarismo dos jogadores do FC Porto o primeiro golo até podia ter aparecido mais cedo.

Quis o destino que o primeiro golo fosse ... um auto-golo. Estavam decorridos 37 minutos quando na sequência de um pontapé de canto a bola fosse desviada no primeiro poste para o segundo onde Jorginho, apertado por Lisandro, toca na bola e esta vai para o fundo das redes. A paciência dos jogadores do FC Porto deu frutos, a lata estava finalmente aberta.

Depois do intervalo o Setúbal fez aquilo que lhe competia. Foi à procura do empate. O FC Porto continuou o seu jogo seguro, bola de pé para pé, mas agora tinha mais espaço para atacar.

Aos 51 minutos a bola é metida para as costas da defesa setubalense onde aparece Tarik que domina e depois descobre Lucho. Este com um toque muito subtil envia a bola para a baliza e Eduardo, com algumas culpas, não segura a bola. Estava feito o segundo golo.

Um pouco mais tarde, mais própriamente aos 60 minutos, de novo Lucho, desta vez bem no meio da defesa do Setúbal, com um remate mais em jeito do que em força faz o terceiro golo do FC Porto. Estava feito o resultado final.

Enquanto o jogo ainda decorria ouvia os comentadores da SIC a referir que aquele não era o Setúbal do costume, que não era o Setúbal que tinha vencido o Sporting na Taça da Liga, etc, etc. Eu só me lembrava que em três jogos o FC Porto tinha levado de vencida esta mesma equipa. Será que não se pode dar algum mérito ao FC Porto. Será que não é o FC Porto, pela sua qualidade, que não deixa os adversários jogar.

Ainda não li o jornal desportivo hoje, mas tenho a certeza que, tal como ontem, está-se a dar mais protagonismo ao jogo de hoje, do que ao jogo de ontem. As vitória do FC Porto são sempre relegadas para um cantinho da capa.

Força FC Porto, vamos ao Jamor e vamos vencer a taça, seja contra quem for. Seremos sempre grandes mesmo que nos tentem fazer pequenos.

2 comentários:

Andréa Motta disse...

Boa tarde! Vim conhecer seu blog e convidá-lo a participar da blogagem coletiva COISAS DO BRASIL, em 16 de maio. A idéia é cada um escrever, em seu blog, sobre aquilo que represente a cidade brasileira onde mora ou nasceu, a fim de que, juntos, mostremos a riqueza cultural do nosso país. Estou convidando a todos, até mesmo os brasileiros que residem no exterior; o importante é mostrarmos que o Brasil é um misto de culturas e saberes. Conto com a sua adesão!

meg disse...

Aos amigos comunico que, inesperadamente,
fui obrigada a mudar de residência.
Espero-vos a partir de agora em
Peço desculpa pela forma como o faço
mas se trata de uma emergência que
espero seja a última.
Aproveito para mandar um abraço do
vosso Amigo Romério para todos


E a Meg espera-vos aqui a partir de agora

http://recalcitrantemor.blogspot.com/