quinta-feira, abril 20, 2006

PREÇO DOS COMBUSTÍVEIS, UMA VERGONHA!

Mesmo que não tenha viatura, pode distribuir a mensagem seguinte aos seus amigos, por uma guerra inteligente contra os preços das empresas petrolíferas.
Está previsto que o preço da gasolina irá ultrapassar brevemente os 1,40 Euros/litro e do gasóleo os 1,20 Euros/litro!!!

Você quer que os preços baixem? É preciso agir conjunta e solidariamente.

Alguém sugeriu uma ideia genial, muito mais sensata que aquela em que nos pedem para não comprar gasolina no dia tal e no dia tal.
As empresas petrolíferas rir-se-iam desta campanha porque sabiam que nós não poderíamos ser continuamente prejudicados recusando sistematicamente comprar gasóleo e gasolina: seria muito mais uma estupidez da nossa parte do que um problema para elas (empresas).

Mas a proposta seguinte poderá ter resultados bastante eficazes, se para tal for levada a rigor.

Leia completamente esta mensagem e junte-se a nós. Os mercados internacionais aumentam constantemente os preços através de medidas especulativas como relatórios pessimistas, por exemplo, em relação à possível eleição dos ultra-conservadores no Irão no final do ano.
Ridículo.
As empresas petrolíferas e a OPEP querem fazer-nos crer que o preço que elas nos impõem é um bom negócio para ambas as partes. Mas, muito provavelmente, os 0,60 Euros/litro para o gasóleo e os 0,80 Euros/litro para a gasolina já seriam preços mais do que justos. Parece existir uma cartelização no sector dos combustíveis.
No entanto, o facto de ser um sector oligopolístico, e em que há paralelismo na fixação de preços, não significa, só por si, que há um cartel. Estamos perante um produto homogéneo em que o grande peso no preço final é o preço internacional do petróleo, o que implica um paralelismo na evolução dos preços.
De facto, a Galp tem o monopólio da refinação e existe pouca importação directa pelas outras petrolíferas. Além disso, a Galp controla, também, uma série de infra-estruturas de armazenagem. Assim, a falta de concorrência estrutural no mercado português é um factor importante.
Temos de actuar decididamente para lhes mostrar que, num mercado livre e concorrencial, são ambos os compradores e os vendedores que controlam os preços de mercado e não apenas um deles. Face aos aumentos, por vezes até mais do que uma vez por semana, do preço dos combustíveis, devemos reagir como consumidores que somos.
A única forma de se verificar a queda do preço terá de passar por uma vontade firme em não comprarmos gasolina ou gasoleo a essas empresas petrolíferas, mas sem que sejamos nós os prejudicados.
Como necessitamos das nossas viaturas não podemos prescindir dos combustíveis, mas, poderemos actuar de forma a ter um impacte real no mercado dos combustíveis se agirmos todos juntos contra estes preços.

EIS A PROPOSTA: NÃO COMPRAR UMA GOTA DE COMBUSTÍVEL ÀS TRÊS MAIORES EMPRESAS DE COMBUSTÍVEIS NO PAÍS: GALP, BP e REPSOL .

EXISTEM OUTRAS EMPRESAS COMO A CEPSA, ELF, ESSO , etc. .... Se aquelas empresas virem as suas vendas de combustíveis reduzirem, serão obrigadas a baixar os seus preços. Se uma delas baixar os seus preços, as outras empresas terão também de os baixar.

Mas para criar o tal impacte, temos de conseguir a compreensão e a colaboração de milhões de clientes da Galp, BP e Repsol . A Internet dá-nos a possibilidade de conseguir isso. Se esta mensagem for entregue a 10 pessoas e se cada uma destas dez a transmitir a dez pessoas amigas e assim por diante, esta mensagem será lida por cerca de UM MILHÃO DE CONSUMIDORES após seis gerações (envios). Eu fiz o meu envio e tu podes fazer o teu.
Tudo o que temos a fazer é enviar desde hoje esta mensagem a dez pessoas amigas e pedir-lhes para fazerem o mesmo, as outras fazerem o mesmo e assim sucessivamente.
E, claro está, em paralelo abster-se de reabastecer a(s) viatura(s) naquelas empresas, ou seja BOICOTÁ-LAS.

E é tudo ! Se agirmos conjuntamente vamos conseguir a diferença! Acredite que pode provocá-la e passe esta mensagem aos seus amigos e conhecidos.

NÃO SE PERDE NADA EM TENTAR.

5 comentários:

a.s. disse...

querido marco,

a tua sugestão seria a ideal não fossem os cartões de pontos, sabes... com os combustivéis mais caros, mais depressa as pessoas conseguem aquele microondas com motor 16 válvulas e 20 polegadas de ignorância...
um grande beijinho para ti,
alice

Marco Ferreira disse...

alice
O cartão dos pontos é a maior banhada que existe.

ruma sempre aqui

PiresF disse...

De facto não se perde nada em tentar.

Gostei imenso da foto anterior. Um espectáculo.

Um abraço.

Marco Ferreira disse...

piresf
Realmente tentar não custa. Eu já abasteço na concorrência, até porque dão melhores preços.
A onda está espectacular.

ruma sempre aqui

Anónimo disse...

Best regards from NY! »